Fechamento da Agência de Intercâmbio T2T


Na noite do dia 17 Junho de 2019, a Agência de Intercâmbio Time 2 Travel (T2T) publicou um comunicado em sua página no Facebook informando sobre o encerramento de suas atividades por conta de dificuldades financeiras. 

No comunicado, a T2T informa que está "em contato com parceiros educacionais, outras agências e órgãos para fazer o que for possível para que o projeto do seu intercâmbio continue de pé", além disso, solicita que os clientes não efetuem novos pagamentos até que a situação seja resolvida.

Cerca de 40 funcionários foram demitidos e mais de 950 clientes do Brasil estão com os embarques suspensos. Os escritórios amanheceram fechados e foi relatado que a empresa não tem dado retorno, nem por e-mail e nem por telefone, ao clientes afetados. 

Toda essa situação está prejudicando não apenas os estudantes que estavam pagando pelo intercâmbio e já tinham a data marcada para o embarque, mas também os estudantes que já estão no exterior: há casos de pessoas sendo expulsas de suas moradias estudantis onde estavam hospedados, após consecutivos atrasos no repasse do aluguel aos proprietários, pessoas sem dinheiro para comer ou até mesmo comprar agasalhos, tendo em vista que alguns intercambistas contrataram por meio da agência, um cartão pré-pago que seria carregado na chegada ao país. Porém, ao chegar no destino, os alunos perceberam o dinheiro não havia sido creditado. 

Quem for prejudicado com o fechamento da agência pode registrar uma reclamação nos órgãos de defesa do consumidor, mas caso não haja acordo, a solução é buscar a Justiça. No caso de Advogados especializados em Direito do Consumidor, a defesa no tribunal não é necessária (diferentemente dos casos de um Advogado Criminal). 

A lei prevê opções aos estudantes, por exemplo: o aluno pode solicitar a execução do serviço
sem custo adicional ou a restituição do valor já pago, sem prejuízo de qualquer perda ou dano.

Nenhum comentário

Postar um comentário