Para cada dose de intensidade, duas de coragem



Bem que eu gostaria, mas não tem como conter essa minha mania de ser intensa em tudo. 
Esses dias li em um livro que a intensidade as vezes é o mal da alma, e achei tão real ! A maioria das pessoas acham que é clichê ou bom ser intenso em tudo, mas nem sempre é. Algumas coisas na vida exigem calma, paciência, leveza, mas quem tem essa intensidade dentro de si tem aquela ansiedade, aquele "trem" no coração que acelera sem comando, e só vai. As vezes acerta a direção, as vezes machuca alguém, e as vezes quebra no meio. 
E me desculpa se você foi esse alguém atropelado pela minha intensidade, não era a minha intenção.

(É importante não usar "intensidade" como uma desculpa para atitudes ruins ou situações que precisam ser tratadas. Intensidade é uma característica, um tempero, uma diferença. Se algo te faz sofrer demais ou faz as pessoas sofrerem, cuida disso, tá?)

Eu sou aquela pessoa que chora com comercial de TV, que chora de alegria e de empatia quase sempre. 
Sou aquela pessoa que demora no banho, ou cantando de felicidade, ou chorando por algum motivo. Sou aquela pessoa que fica olhando as estrelas e perde a noção do tempo, de espaço, de vida terrena.
Todo mundo que me conhece percebe que as vezes me perco no "mundo da lua", que na verdade, é o meu mundo particular.
Sou aquela pessoa que, as vezes, discretamente, fecha os olhos num momento bom na tentativa de eternizar aquele momento em algum lugar dentro de mim.
Sou aquela pessoa que chora sonhando, e que sonha tanto acordada quanto dormindo. 
Sou aquela que eterniza pessoas em textos, em poemas, em lugares, em músicas, em alguma coisa.
Sou aquela que fica com dor de tanto dar risada, e ao mesmo tempo, aquela que as vezes adormece de tanto chorar. 
Sou aquela pessoa que sente tudo á flor da pele, que se apega rápido, que ama de graça, que aproveita e se encontra nas coisas mais simples. 

Essa intensidade doida já me fez cutucar feridas onde eu deveria apenas estancar o sangue.
Mas ao mesmo tempo, essa intensidade doida já me fez viver momentos incríveis de uma forma totalmente particular.
Essa intensidade doida, ao mesmo tempo que me deixa "na bad" total quando algo ruim acontece, e me faz prometer nunca mais ficar perto daquela situação, pessoa, ou sensação, é a mesma que me cura e depois me faz me jogar de novo quando surge uma nova oportunidade de sentir algo intensamente bom.
Essa intensidade doida, vem acompanhada de um "acreditar". Ainda que algo já tenha dado errado naquele sentido, uma, duas, ou 50 vezes, eu ouço uma voz que ecoa de dentro dizendo "Dá pra tentar mais uma vez, e se essa for A VEZ? Você vai perder por medo dos machucados?"
É preciso coragem para ser assumir intenso num mundo cada dia mais frio.
É preciso coragem para acreditar de novo, para levantar dos tombos e continuar simplesmente pelo desejo de chegar onde se quer chegar.
É preciso coragem para mudar a rota quando o coração te chama para outro lugar.
É preciso coragem para investir em sonhos que, talvez, muita gente não acredite. (E haja ousadia e intensidade para não se prender á opiniões alheias.)
É preciso coragem para acreditar em si, nesse poço de sentimentalismo com algumas doses esporádicas de razão.
Para cada dose de intensidade, duas de coragem.

Mas sabe o que é bom nisso tudo ? A certeza de estar vivendo á vida da forma mais viva possível.
A certeza de aproveitar cada situação, a certeza de que as coisas consideradas "normais" para os outros, como um pôr-do-sol, uma música, uma cena rotineira, ou um abraço, trazem emoção e são vividas de uma forma real e grande, e jamais vão passar despercebidas por nós.
A certeza de viver, compensa toda a bagunça que a intensidade traz na bagagem. E por falar em bagagem, as experiências que essa intensidade toda traz não precisam nem ser mencionadas.

Viver á flor da pele é como ser de vidro, as vezes corta, as vezes quebra. 
Só que se regenera. Sempre se regenera.

Coragem para quem é intenso, e que sorte de quem tem uma pessoa intensa na vida. 



Um comentário:

  1. Uau, eu super me vi nesse texto! Quase chorei haha. Amei muito!
    Eu posso repostar no meu blog? Pode ficar tranquila que colocarei créditos e seu link! Beijinhos!
    Não Sou Uma IT! | YouTube | Fanpage | Instagram do Blog | Instagram Pessoal | Snapchat: lillyreaal

    ResponderExcluir