Amanda Gabrielle

O que não te contam sobre ser noiva (em meio a uma pandemia)


Faltam alguns dias para o MEU dia! E ser noiva é incrível! Uma sensação única, de realização, de amor, de que você encontrou alguém na vida para ser seu par. Ver cada cantinho da casa ficando pronto, planejar a decoração do casamento, o vestido, a maquiagem, as unhas, os acessórios e até os detalhes mais bobos possíveis. 
Ser noiva é saber que logo logo muita coisa vai mudar, o seu nome, a sua convivência, o seu estado civil ...

Mas, como tudo na vida, existe um lado que ninguém te conta, e que você vai descobrindo, sozinha, por si só, sobre estar prestes a se casar. É claro, cada caso é um caso. Cada pessoa tem um contexto e uma história de vida, mas eu queria compartilhar também os dois lados da minha moeda.

Ansiedade
A ansiedade é uma nuvenzinha cinza que fica pairando sobre a cabeça da noiva, até o dia do casamento, e talvez, um pouco depois também. É IMPOSSÍVEL não criar expectativas nessa fase, aliás, como é uma fase tão nova, TUDO é expectativa. Faz 3 meses que começamos a comprar nossos móveis e montar o #nossoapê, e desde então, a ansiedade visita o apartamento comigo, vai nas lojas comigo, faz as compras comigo ... hahahaha 
Mas se estar noiva já era uma fase ansiosa, imagine só, estar noiva em meio a uma PANDEMIA! É, meus amigos, não está fácil para ninguém. 

Abrir mão
Não vou te dizer que abrimos mão de uma grande festa, porque isso nunca esteve em nossos planos. Sempre sonhamos com algo mais intimista. Mas, eu gostaria muito que, pelo menos, os nossos avós estivessem junto com a gente nesse dia. Devido a complexidade da pandemia, vamos ter que abrir mão da presença deles. Eu não passei a vida toda planejando o dia do meu casamento, pra ser bem sincera, eu nunca consegui imaginá-lo direito. Mas de uma coisa eu fazia questão, de ver meus avós comigo. Infelizmente, perdi minha avó paterna e meu avô materno, e, aos poucos, esse sonho foi se dissipando como uma nuvem.  
Também conversei com várias noivinhas que tiveram que abrir mão da festa de casamento (que já estava paga), por causa da pandemia. Para vocês, desejo apenas coragem para seguirem essa trajetória, abrindo mão do controle das coisas, e reconhecendo que Deus é quem controla cada coisinha que acontece. Fica tranquila! Tudo tem um tempo e sempre acontece de uma forma muito mais maravilhosa do que planejamos.

Cadê o dinheiro que tava aqui?
Eis mais uma coisa que ninguém te conta, viu? Pode tirar o escorpião do bolso hahahah 
O casamento em si, no nosso caso, não vai sair tão caro (EU ACHO), por tudo ser um pouco mais simples, para poucas pessoas. Mas, se você vai casar e ambos ainda moram com os pais, o gasto maior é na casa de vocês. 
Descobri que não só os móveis são caros, mas que até comprar e escolher xícaras pode ser um desafio. E a decoração, então? É uma prova de fogo para saber se vocês estão prontos para casar sem brigar muito, ainda mais se os gostos forem muito diferentes. Mas, tivemos sorte, nos programamos e conseguimos lidar muito bem com essa fase de compras. Pesquisamos MUITO e conseguimos economizar, comprando muitas coisas à vista (clica aqui se você ainda não viu meu post falando sobre os móveis).

Dizer "tchau!"
Falo como uma noiva que está saindo da casa dos pais. Dizer "tchau" para eles não é fácil, ainda que você vá morar perto. Eu sei, EU SEI, a gente passa a vida sonhando com os dezoito anos para sair correndo da casa deles, mas na realidade mesmo, quando acontece, não é bem assim que funciona. 
Assumir a sua casa, as suas contas, as suas compras, é um passo gigante de responsabilidade. Você sente cada parte do seu corpo saindo da zona de conforto. É o novo, o desconhecido, a nova etapa, a nova vida, e assusta! Nesse momento, você precisa seguir a sua intuição, e confiar no seu "eu", o que, pelos menos pra mim, não é tão fácil. Acredito que quando tudo acontecer, vou ser outra pessoa, que passou por uma grande insegurança para ser mais segura e madura. A sensação? É de uma borboleta saindo do casulo onde era só uma lagarta. 

Medo de não dar conta
Eu sempre tive esse medo pra TUDO o que me propus a fazer na vida. Talvez, seja um reflexo de sempre querer que as coisas estejam sob o meu controle, e sempre querer fazer o melhor possível. Nessa fase tão nova, ele é bem presente. Mas, a gente ignora e passa por cima, miga.

Não são pontos negativos!
Tudo isso, não são pontos negativos. São apenas detalhes de uma realidade que precisa ser vivida inteiramente. Como TUDO nessa vida, a gente da conta! E nenhum desafio tira a beleza desse momento. Nenhum obstáculo tira a delícia de encontrar alguém, que quer viver tudo isso ao mesmo tempo que você, junto, para o que der e vier. Nada se compara a essa loucura boa e desafiante que é começar a sua própria família, trocar de nome, sair do ninho.

Se você também é noiva, amiga, me dá sua mão aqui?! hahaha 
Estou AMANDO falar com várias noivinhas pelo Instagram (clica aqui se você ainda não me segue por lá). Trocar experiências nessa fase é TUDO! 

Beijos, e até o próximo post. Me conta aqui se você se identificou com alguma parte. <3



Nosso chá de casa nova online



Nos primeiros dias de Julho anunciamos o nosso chá de casa nova, totalmente online. Obviamente, nosso intuito era fazer um chá de casa nova presencial, com as pessoas que amamos, uma decoração linda e muitas fotos para guardar de recordação, mas, estamos casando em meio a uma pandemia, sendo assim, tivemos que nos adaptar e nos reinventar. E não podemos reclamar de NADA! Tudo está sendo perfeitamente abençoado e bonito. 


Escolhemos o chá de casa nova, no lugar do tradicional chá de cozinha, pois dessa forma os participantes tinham mais opções, além dos tradicionais utensílios de cozinha. Escolhemos o site Chá Online, que possui diversas opções, Chá de Fraldas, Chá de Cozinha, Chá de Bebê, Chá de Lingerie, entre outros. O site é seguro, e já possui a própria lista de presentes, conforme a modalidade que você escolhe. O que você pode fazer é editar a lista, escolhendo quais presentes mostrar, pode editar o valor e a quantidade de itens. Usamos a modalidade gratuita, por isso, não sei como funciona a paga, mas sei que você pode editar o layout do site, o que não tem na opção gratuita, ele já vem pronto. 

O site funciona assim: Você configura em poucos minutos, deixa um recadinho para os amigos e familiares, e deixa a lista disponível. Aqueles que vão te presentear escolhem um presente e fazem a compra normalmente, como se tivesse em um e-commerce comum, o que é diferente é a forma como você recebe os presentes. No site, o valor dos presentes fica disponível em dinheiro, assim você pode transferir para a sua conta e comprar os presentes conforme as suas necessidades, o que é prático e ótimo, evitando ter que trocar algum presente, e em um momento como esse, evitando aglomerações. O site retem uma porcentagem dos presentes, cerca de 3% em cada um, o que pode parecer uma desvantagem, mas que faz parte do serviço que eles entregam e no fim das contas, não é muito.

Ainda iremos transferir o valor e comprar os presentes, mas tivemos uma experiência de aprendizado muito bacana durante o chá. Todos aqueles que nos presentearam deixaram uma mensagem, e o próprio site mostra quem comprou o que. E o que muda com isso? Muda que percebemos o carinho das pessoas, nos surpreendemos com alguns que nos presentearam, e entendemos quem realmente faz questão de compartilhar esse momento conosco. Quando você vive algo grande na vida, como um casamento, muitas pessoas se aproximam de você, porém, muitos são apenas curiosos, para saber onde vai dar, nem todos realmente estão desejando partilhar essa experiência. Fiquei extremamente grata com cada pessoa que participou, com cada presente, e queremos preparar uma lembrança para cada uma dessas pessoas. Deus está nos abençoando de todas as formas, e estamos muito contentes nessa reta final. Agora, além de comprar os últimos itens que faltam para a casinha, estamos comprando nossos itens pessoas para o dia do casamento. Em breve, trago novidades. <3

Como monetizar suas redes sociais



Estamos em plena pandemia, e nesse momento muitas pessoas estão com seus salários reduzidos, seus trabalhos, quando realizados, acontecem em menores escalas, e vemos até mesmo pessoas sem um função que ajude a pagar as contas. Mas, a grande maioria dessas pessoas possuem algo em comum - um perfil nas redes sociais. Por isso, hoje eu trouxe aqui algumas ideias para monetizar suas redes sociais - ganhar dinheiro com elas. No final do post você pode conferir várias dicas de perfis para conhecer e se inspirar no Instagram.

O que você tem a oferecer?
As redes sociais são uma vitrine, e por saber disso muitas empresas vendem muito através delas. No Instagram, uma das maiores redes sociais do mundo, tudo é movido por imagens, e você pode facilmente persuadir as pessoas que passam pelo seu perfil, através das fotos que estão lá. Então, se pergunte o que você tem a oferecer. Você pode vender bolos, tortas, roupas, sapatos, qualquer tipo de material palpável, e até mesmo outras coisas, como conhecimento. Você domina algum assunto a ponto de oferecer um curso, um mini e-book, aulas? Pense nisso. O seu conhecimento pode ser "vendido" pelo Instagram, pelo Youtube, por blog's e por outros meios na internet. 

Você é bom em falar de algo específico?
As vezes você não tem nada para vender, mas fala bem sobre algum assunto, domina alguma área de conhecimento, ou é bom em entreter. Dessa forma, você pode encontrar um meio de fazer as suas falas chegarem até as pessoas, e receber por isso. O Youtube é a prova viva de que essa ideia funciona muito bem.

A união faz a força (e faz dinheiro!)
Esses dias vi nas redes sociais uma galera, que se uniu para fazer uma caixa do dia dos namorados, cada um empreendia com alguma loja online ou sabia fazer algo - chocolates, por exemplo. Cada um entrou com o seu talento, e montaram uma caixa que tinha um pouco de cada. Colocaram o valor de R$ 280,00 e MUITAS pessoas já estavam fazendo pedidos. Por que não? Se alie a outras pessoas que também querem e precisam crescer. Quando pessoas empenhadas estão no negócio tudo ganha força, e somando o público de cada um, da pra alcançar muita gente. Pense nisso, as famosas parcerias podem encurtar o seu caminho. 

Não é tão criativo para elaborar algo? Se afilie ao produto que alguém já elaborou.
Esse é o mercado de afiliados, que você já deve ter ouvido falar. Se você não se acha tão criativo para fazer um produto novo, você pode fazer parte do produto novo de alguém. Entre nos mercados digitais (como a Hotmart), procure um infoproduto que tenha a ver com você, se afilie e divulgue, assim você ganha uma comissão por cada produto que foi vendido através de você.
Isso também cabe muito para quem é tímido e não quer "dar as caras". Você nem precisa aparecer.

Desapegue do que não precisa
Já pensou em fazer um “desapego” com tudo o que está parado no seu armário? Monte um bazar online com tudo aquilo que não te serve mais, mas que pode ser o desejo de consumo de alguém. Elabore preços bacanas, poste as fotos das peças e combine o pagamento e a entrega, ou retirada. Os desapegos ou bazar online possuem uma grande tendência de se tornarem uma super marca.

Conheça estratégias de venda online
Posso dar uma dica e fazer um "momento jabá"? Tenho um e-book com TODAS as estratégias, do nível super básico ao avançado, para quem deseja vender com o marketing digital (e o e-book é super baratinho!) Nele eu te explico como iniciar e te conto tudo o que eu faço para vender pela internet. Clica aqui para conhecer. Aaaah, ele também está disponível para afiliados, tem muita gente vendendo nosso e-book e ganhando 40% de comissão.

Exemplos de perfis empreendedores:

@casalmktdigital - Esse é o meu perfil com meu noivo, onde falamos sobre empreendedorismo e vendemos nosso e-book e nossos treinamentos (tá rolando sorteio por lá). Como nosso intuito é vender conhecimento, nosso feed é todo trabalhado nessa proposta.


@bazarthajo - Esse é um feed/vitrine lindo e todo conceitual que eu amo seguir! Sempre vejo as peças do bazar e fico boba com a organização, originalidade e com os detalhes do perfil.


@gourmetcaseirinhosdoces - Esse é o perfil de uma amiga, que se tornou mamãe e resolveu empreender para ficar mais perto da filha. Ela produz e vende doces MARAVILHOSOS! Ela realmente uniu o útil ao agradável, a necessidade de cuidar da filha com o talento na cozinha.


@bellecarollina - Essa é a loja da Carolina, que eu sigo no Instagram há um bom tempo. A loja dela contava com milhares de seguidores, mas foi hackeada por um ex namorado abusivo, por isso, siga o perfil novo e conheça as peças incríveis que ela disponibiliza. 


@lamariah.acessorios - Esse perfil é da lindeza da Thalita, que eu conheci pela internet. Ela é super empreendedora e foi na “cara e coragem” abrir sua loja online, onde vende acessórios lindos e ainda da várias dicas de moda e composição de acessórios. Amo a organização do feed/vitrine dela e todo o branding da marca.




@ceciliiamaximo - Outro feed lindo! A Cecília dá dicas de moda e fala sobre autoestima para
mulheres, ajudando cada uma a encontrar o seu estilo e usar todas as peças do guarda-roupa, com consciência e inteligência. 


@ddportodedetizadora - Esse perfil também é um dos ig's que eu cuido. Os conteúdos são todos sobre a empresa da família. Comecei a criar uma identidade visual recentemente. Fica a dica pra você, que tem um negócio familiar e quer ampliar sua marca.


@movinggirls - Esse é um dos maiores perfis de empreendedorismo feminino da internet. Já tive a honra de entrevistar a Camila, criadora do movimento Moving Girls, aqui nas tag's "entrevistei" você pode conferir o bate-papo que tive com ela sobre a marca. O perfil é todo pensado e estratégico, (além de lindo!) Ela vende conhecimento, uma das dicas que dei aqui no post.


@amandagabriielle - Óbvio que não posso esquecer do meu hahaha eu crio conteúdos sobre beleza, moda, empreendedorismo e vivo refletindo sobre questões sociais e da vida lá no feed e nos stories. Já me segue? ❤️


 Gostou do post? Você já empreende de alguma forma na internet? Me conta!