Amanda Gabrielle

5 formas de ganhar dinheiro pela internet


Hoje vou compartilhar com vocês as formas que utilizo para ganhar dinheiro na internet e que dão SUPER certo! Se o seu intuito é grana extra, fique por aqui até o final, e comece ainda hoje a faturar.

1 - Freelancers
Se você tem qualquer habilidade como, escrever artigos, editar fotos e vídeos, animações mídias sociais, vendas na internet, tradução e afins, pode entrar um site de freelancers e fechar vários trabalhos. Diariamente diversas pessoas e empresas buscam pessoas para fazerem tarefas das mais simples até as mais complexas. E os pagamentos podem ser uma baita grana extra!
Sites que utilizo:

2 - Blog
O blog também é uma alternativa rentável, tanto pelo Google Adsense, como parcerias e outros sites que rentabilizam as nossas visualizações. Atualmente utilizo o Google Adsense, as parcerias e o Egrana como geradores de renda por aqui. O Youtube também é uma ótima fonte geradora de renda para quem deseja começar e manter um canal.

3 - Mercado Digital
Ser um afiliado digital também pode gerar renda, hoje utilizo a plataforma Hotmart. Nela você pode criar produtos, cursos, e-books e terá afiliados para vendê-los para você, ou também, você pode se tornar um afiliado digital e vender cursos, ganhando ótimas comissões. 

4 - Ganhar comprando
O dinheiro de volta (caskback) veio para substituir os tradicionais programas de fidelidade através de pontos. 
Com o Méliuz (que é referência nisso), você pode comprar nas suas lojas favoritas e ganhar boa parte do dinheiro de volta. 
Como funciona: Ao comprar em algum site parceiro ative a função "dinheiro de volta". e após a confirmação de compra resgate o seu dinheiro. O dinheiro é depositado na sua conta e você usa da forma que quiser. No momento em que você clicar no link e fazer o seu cadastro já vai ganhar R$ 5,00 <3 

5 - Responda sites de pesquisa 
Já pensou em ganhar dinheiro respondendo pesquisas na internet? Eu descobri há pouco tempo que isso é possível! As perguntas são super simples, apesar de algumas serem mais longas, mas vale a pena.

Sites que eu uso:

myiyol.com - site em português - paga em euro 
meseems.com.br - em português 

E você? Usa algum desses recursos? Me conta aqui nos comentários. 

Ansiedade


Fico feliz em poder escrever sobre isso hoje, porque escrever sobre isso significa que eu já superei muita coisa. Então, saiba que, seja lá o que for que você esteja passando, está passando.

Vou tentar resumir tudo por aqui, e vou deixar salvo um destaque no Instagram falando somente sobre isso nos stories, já que muita gente me pediu para comentar o assunto por lá: @amandagabriielle


O começo


Eu sempre fui uma criança ansiosa, passava mal algumas vezes em situações novas, como festas, apresentações e momentos importantes em geral. Por volta dos meus 16 anos, quando precisava tomar decisões sobre o que faria da vida, quais caminhos seguiria, e também após um momento de estresse pós traumático, desenvolvi o transtorno de ansiedade. A primeira vez que senti a crise de ansiedade foi quando vivi uma situação parecida com uma situação traumática que eu havia vivido antes, foi repentina e eu não soube de cara o que estava acontecendo.
Nesse dia fui para o hospital, achava que iria morrer, que estava com algum problema físico, e ai começou uma saga de passar por diversos e diversos médicos, de todas as especialidades, e me submeter a muitos exames, até cansar de ouvir de todos eles que o que eu tinha não era um problema físico, mas sim um problema de ordem psicológica.


Os sintomas


Demorou semanas e semanas para que eu me convencesse de que aquilo que acontecia era mental e não físico. Eu perdia o controle das pernas, da respiração, acordava e ia dormir com as mãos e pés molhados de suor, o coração batia rápido 24 horas por dia. Mesmo diante de tudo isso, eu nunca me deixei vencer pela ansiedade. Só quem já passou por isso sabe a agonia que é, o quão grande é a tristeza nesses momentos, e hoje, olhando para trás, percebo que fiquei muito perto da depressão.

Os desafios


Nessa fase, coisas simples se tornaram um grande desafio para serem feitas. Na época eu estava nos últimos anos do ensino médio, e até ir para a escola era um desafio. Era difícil frequentar lugares cheios, sair sozinha, ficar sozinha, fazer planos, cumprir algum compromisso, viajar. Me lembro de andar em algumas ruas que eu achava gigantescas na ansiedade, e hoje vejo que são ruas super pequenas. Tudo era muito maior, desproporcional. Mas eu nunca me deixei parar, se eu sentia medo de algo eu fazia questão de ir lá e fazer, eu ia tremendo, passando mal, mas não deixava de ir.

Se eu sentia que não seria capaz de fazer alguma coisa, eu ia, só de teimosia, tremendo e suando, chorando muitas vezes, mas nunca deixei a ansiedade vencer, em nenhuma hipótese.

O começo da melhora 


Houveram alguns dias em que eu sentia um peso tão grande por estar vivendo aquilo que eu só pensava em como poderia sair daquela situação. Foi aí, que junto com a minha família eu decidi e comecei a terapia, acredito que eu tinha uns 18 anos quando iniciei o tratamento. Não tomei remédios controlados, optei por passar por isso de forma natural, e jamais julguei e jamais vou julgar alguém que optou por tomar, porque na verdade, não é uma escolha, a ansiedade não é uma escolha, a única escolha que temos diante dela é a de vencer e encontrar o melhor controle, a melhor forma, o que faz sentido para cada um.

A terapia me tirou daquele beco que parecia ser infinito. Me ajudou a entender o que estava acontecendo, me ajudou a tirar todos os nós que estavam na minha cabeça, me deu clareza e consequentemente, me deu o controle. Passar pela terapia transformou muita coisa na minha vida, positivamente.Eu recomento MUITO, não só para quem passa por um transtorno, mas para qualquer pessoa que queira evoluir de alguma forma.


Eu jamais poderia deixar de falar sobre essa parte. Fé, espiritualidade, tudo aquilo que te conecta com Deus faz com que você passe por esse momento de uma forma um pouco mais leve. Na época, eu me encontrei em uma igreja que apesar de não frequentar mais, ainda é muito especial para mim, e foi nela que eu encontrei conforto, pessoas e momentos que me deram coragem e me fizeram crer sem duvidar de que eu melhoraria. E eu melhorei!
Durante a ansiedade cheguei a ver várias pessoas falando que aquilo não teria cura, que eu precisaria viver sempre daquela forma, e não é verdade. Todo transtorno, toda crise, todo problema de ordem psicológica pode SIM ser superado, tratado, revertido. Hoje eu só levo comigo lições boas que eu aprendi nessa fase.

Controle


Com o tempo eu aprendi a controlar e domar a ansiedade. Ainda sou ansiosa, e acredito que vou sempre ser, pelo menos um pouco. Mas hoje eu tenho controle, eu aprendi a respirar (você sabia que muitas vezes respiramos errado? Eu também não sabia). Aprendi a controlar os meus sentimentos, aprendi a lidar com os meus pensamentos, aprendi a meditar, a me compreender, a equilibrar, a ver valor nas coisas simples.


Enfim, esse fui um resumo muito breve sobre o transtorno de ansiedade, sobre a forma repentina como ele apareceu, sobre uma personalidade que sempre foi ansiosa, sobre os sintomas e o tratamento. Caso você esteja passando por isso saiba que é sim, totalmente possível, controlar e viver livre desse transtorno. Busque ajuda, não tente passar sozinho por isso, e com certeza você sairá mais forte dessa fase. No fim, fica tudo bem. <3 


Autoconhecimento



O autoconhecimento é uma processo interno e eterno, é uma busca diária, é uma observação e uma carga de questionamentos que acontecem todos os dias. Hoje me bateu vontade de falar sobre esse assunto e de perguntar: Como você busca o autoconhecimento? 
Vou falar um pouco sobre como eu busco, sobre alguns processos que eu passei e sobre a importância de conhecer de fato quem somos.

Acho que eu devo começar dizendo que esse processo é eterno, justamente porque eu acredito que nós mudamos muito ao longo da vida, o natural é evoluir, expandir, sofrer diversas metamorfoses. Quanto mais conhecemos, quanto mais passamos por situações distintas na vida, mais nós mudamos, mais a nossa mente se amplia e as nossas ideias são modificadas. É aí que precisamos constantemente nos questionar, saber para onde vamos, quais são os próximos passos de acordo com a nossa essência, qual ideia vale a pena mudar, qual crença vamos abandonar, por onde vamos começar a ir, qual atitude vamos deixar para trás, enfim, um aglomerado de coisas que fazem parte da nossa existência.

Algumas coisas me despertaram a necessidade de me conhecer mais, uma delas foi ter passado pela crise de ansiedade.
Eu tinha por volta de 17 anos quando ela chegou, e quem já passou por ela sabe exatamente como é perder o controle do corpo e da mente. Demorou um tempo até que eu descobrisse que tudo aquilo que eu sentia poderia ser controlado pelo poder dos meus pensamentos. Precisei passar por todos os médicos e exames possíveis, ouvir de todos eles que meu corpo estava perfeito, parar incontáveis vezes no pronto socorro, até todos me diagnosticarem com ansiedade. Eu iniciei a terapia e foi a melhor atitude que eu poderia ter tomado, aceitei essa ajuda e inicie uma jornada de conhecimento do meu corpo, das minhas ideias, da minha mente, da minha respiração. Aprendi a analisar os meus pensamentos, a me compreender, a ter o meu tempo, a respirar, a controlar o meu conteúdo.
A terapia com certeza foi o "start" para o meu autoconhecimento.

Livros. Eu sempre gostei muito de ler, escrever, pesquisar as coisas do meu interesse, e os livros também foram e continuam sendo peças chaves no meu autoconhecimento. Leia livros de assuntos que te interessam, leia livros que podem te ajudar a evoluir como ser humano. Recentemente eu li "O Poder do Agora - Eckhart Tolle", e mergulhei profundamente em assuntos que fazem parte da nossa vida, relacionamentos, ansiedade, a prática da presença, idéias e afins.

Pessoas. Com o tempo eu venho aprendendo que as pessoas com as quais nós convivemos pode ser um fator de grande importância para a nossa evolução ou para a nossa regressão. Existem pessoas que foram amigas e participaram das nossas vidas no passado, e por conveniência e protocolo continuamos mantendo elas por perto, mesmo não fazendo mais sentido. Se nós evoluímos precisamos conviver com pessoas que estão na mesma frequência e energia que estamos. Viva com pessoas que possuem boas energias, boas metas, boas ideias, boas conversas, que sejam pessoas leves, que querem o seu bem e que te impulsionam a ir para frente, deixe para trás quem não faz mais sentido ou quem apaga a sua luz.

Rotina. Eu tenho tentado manter uma rotina mais saudável, sem extremismos. Ainda tenho MUITO para evoluir nesse sentido, muito mesmo. Mas, tenho mantido uma rotina de exercícios, (o que era quase impossível para mim), sempre comi todos os legumes, vegetais, frutas, sem reclamar de nenhum, e continuo assim, inclusive colocando na alimentação algumas coisas que eu descobri que são necessárias. Ainda não tirei o fast food, o sorvete, o chocolate, eles ainda fazem parte dos meus finais de semana, mas eu não sou a favor do extremismo e acho que sempre podemos nos permitir um pouco. Manter uma rotina que dedique um cuidado do seu corpo é importante, ele é sua casa e é essencial cuidarmos dela. É impossível cuidar da mente sem cuidar do corpo, e aqui eu não falo de padrões de estética, mas sim de se olhar com amor, de saber o que você precisa. Eu acho um máximo quando consigo correr muito na esteira, é um sentimento super novo pra mim, porque quando eu passei pela ansiedade era praticamente impossível fazer algum tipo de exercício, hoje eu dou muito mais valor á essas pequenas coisas, sabe? Pequenas coisas podem significar grandes conquistas na sua vida. O que você tirar ou inserir na sua rotina?

Sonhos e intuições. Quando a gente começa a se conhecer mais, a mergulhar nas nossas questões, em nossa mente, em tudo o que permeia o nosso universo particular, nos deparamos com os nossos sonhos, e eles dizem muito sobre nós! Seus sonhos mostram pelo o quê o seu coração vibra, suas intuições mostram para onde você deve ir. No fundo, sempre temos várias respostas sobre a nossa vida, mas como está "lá no fundo", precisamos mergulhar na nossa identidade para descobrir. Tire um tempo para fazer as suas metas, a sua listinha de "desejos", a sua lista de "próximos passos" para alcançar tudo o que você quer. Se está no seu coração é sua missão buscar.

Ultimamente tenho lido sobre signos e personalidade e é incrível e absurdo como faz sentido. Não acredito em horóscopos que dizem "o que vai acontecer amanhã", mas acredito em cada signo relacionado a nossa personalidade, relacionado a lua, ao tempo, ao Universo. Me ajuda a entender meu humor, situações da rotina, meus desejos e ressignifica muita coisa para mim. Por que estou contando isso? Só para dizer que, se existem algo que é bom, que não faz mal a você e a ninguém, e que te ajuda a se conhecer, aposte nisso.

Meditação. Seja uma oração, seja uma reza, seja uma meditação guiada, seja o ato de parar para respirara e se ouvir, seja um momento que você tira para estar de fato presente, ausente das suas preocupações, seja no modelo que você quiser, mas que seja! Medite!

Enfim, se conheça! Conhecer a sua mente, o funcionamento do seu corpo, as suas necessidades, os seus excessos, conhecer os seus sonhos, os assuntos que regem a sua vida, é MUITO importante. Eu diria que talvez uma das coisas, ou a mais importante. Você nunca vai saber como lidar com outras pessoas, com situações distintas da vida, se não souber primeiro quem você é, o que você busca, como você pode se melhorar e então melhorar o mundo a sua volta. Esse é um processo que vai durar a sua vida toda, mas que tende a te melhorar dia após dia, vai tornar a sua vida mais leve e mais gostosa de ser vivida. <3