domingo, 18 de fevereiro de 2018

7.300 dias meus



Resultado de imagem para pés tumblr


Acordei em um belo domingo chuvoso e nublado, ao meu ver, são os dias mais bonitos, deve ser porque aprendi a ver beleza em qualquer tempo. Hoje me lembrei que completo 20 anos essa semana, e só consigo pensar em como o tempo passou rápido, eu ainda me lembro do meu aniversário de 8 anos, e da garotinha doce que eu era. Você se lembra da criança que você já foi um dia ? Ela ainda mora em você? E ela sente orgulho de quem você está se tornando ? A minha criança ainda vive, se manifesta todos os dias, e se orgulha de quem está se tornando. 

Nesses doces e ácidos 7.300 dias eu aprendi, e tenho aprendido, que a vida é incrível e vale a pena viver cada segundo. É possível desfrutar dela em uma viagem incrível, mas também no sofá, com uma xícara de café, olhando a chuva cair. 
Aprendi a dar valor para cada coisinha, e encontrar em cada canto e detalhe a felicidade, essa, acredito eu, minha maior conquista até hoje, e o que me proporciona conquistar qualquer outra coisa com um sorriso no rosto e paz na alma.
Aprendi que a felicidade está na capacidade de enxergá-la. Na disposição da nossa alma, em explorar, enxergar e sentir a vida acontecendo a nossa volta. Se permitir. Nos detalhes, nas coisas mais pequenas. Não é necessário esperar algo grandioso demais acontecer, como ganhar na loteria. No simples ato de acordar, abrir os olhos e caminhar até o banheiro para escovar os dentes já existem milhares de motivos para agradecer e ser intensamente feliz. 

Aprendi que as pessoas que nós amamos valem mais do que qualquer coisa nessa vida. Aprendi que visitar, abraçar, elogiar, são coisas simples e de um valor exorbitante. Sinto uma falta imensa de pessoas que já se foram, mas sinto felicidade em te-lás abraçado muito, e sei que um dia ainda iremos nos abraçar novamente. Sinto falta do abraço da vovó que foi embora à poucos dias, dos seus biscoitos e das suas doces palavras, ainda lembro do último dia que a vi, tão serena, que disse "você era tão linda quando pequena e continua tão linda". Ela não estará presente nesse aniversário para colocar um dinheirinho escondido no meu bolso e puxar minha orelha, mas a forma com que ela participou da minha vida está eternizada na minha alma, igual tatuagem. Ame hoje !
Aprendi que fazer metas é um hobby meu, e acordar cada dia determinada a conquistar cada item que coloquei na minha agenda é um combustível. E olha, está dando muito certo !
Aprendi que café não ataca tanto a gastrite, o que ataca mesmo são os sentimentos fora de controle, o café na verdade faz um bem danado, ainda mais se for bem acompanhado. 
Aprendi que Deus é a pessoa mais importante da minha vida, e que sempre, em qualquer situação terei Ele comigo, aquEle que pode tudo, Aquele para que nada é difícil demais, e isso muda meus dias de uma forma doce. 
Aprendi a me ouvir mais, a escutar o que ecoa dentro de mim, aprendi a conversar comigo, a ser minha amiga, e isso faz com que a ansiedade não faça mais morada aqui dentro. 
Aprendi a julgar menos as pessoas. Ainda preciso melhorar nisso, confesso, somos muito falhos nessa coisa de julgamento, mas o Espirito Santo têm me dado um empurrãozinho.
Aprendi que rótulos não são para pessoas. Todo mundo é, de alguma forma, muito mais do que qualquer diminutivo.
Aprendi que família é lar.
Aprendi a dar mais valor aos meus pais, pois eles são os amigos que sempre teremos, independente de quão falhos sejamos. As vezes eu ainda erro com eles, mas sigo tentando.
Aprendi a gostar de água tônica.
E continuo não gostando de nutella e nada que tenha avelã. 
Comecei a gostar de ficar em casa tanto quanto eu gostava de sair.
Mas aprendi que conhecer lugares novos é de um valor extraordinário.
Aprendi que eu AMO segundas-feiras, são dias de recomeço, lotados de novas oportunidades. 
Aprendi que Friends é a melhor série do mundo (não me conteste).
Aprendi que tatuagem não dói tanto, e eu quero fazer mais.
Aprendi que as melhores pessoas não são tão normais.
Aprendi a entender os meus medos, mas não deixar com que eles me impeçam de fazer qualquer coisa que eu ache que deva fazer.
Aprendi que a Arte me permite expressar coisas das mais diversas formas.

Aprendi que sou sonhadora demais, mas ao mesmo tempo sou muito realista e racional, o que me ajuda a equilibrar tudo. (Pisciana)
Aprendi a gostar da chuva, do frio, do sol, do vento (mas do calor ainda estou me esforçando).
Entendi a minha paixão por fotografar. Sou colecionadora de momentos.
Aprendi que existe muito do DNA do Pai em nós (Arte, empatia, amor ...). E que cada pessoa carrega dons e qualidades únicas, só precisa descobrir.
Comecei a passar pela transição capilar, e descobri que amo meu cabelo cacheado e natural.
Aprendi a gostar de quem eu sou, maquiada e sem maquiagem, arrumada e descabelada.
Já não faço tanta questão de parecer uma barbie arrumada, amo estar bem e apresentável porque isso me traz confiança, mas confesso que um moletom e uma roupa confortável têm me conquistado. 
Colecionei, coleciono, e não irei me desfazer dos meus livros. Peguei um apego por histórias bonitas, e acredito que daqui à poucos anos terei que abrir uma biblioteca para abrigá-los.
Aprendi que todo mundo vai além das aparências, alguns são extensos por dentro e carregam coisas incríveis para compartilhar. Alguns são rasos por dentro e é preciso muito feeling e intuição para saber que alguns só vão atrapalhar nosso caminho (desviar desses é o melhor atalho).
Tomei a coragem de parar de embarcar no trem de quem me falava "faz tal curso, segue tal área, presta aquela prova", e comecei a pegar o meu próprio bonde. Comecei o curso do qual eu sempre gostei, e - meu Deus - como é bom fazer algo que a gente gosta. E nisso eu aprendi, que nem sempre devemos viver como as pessoas esperam, porque nós é que carregaremos as consequências das nossas escolhas, não os outros. 
Aprendi que tudo o que fazemos com amor, floresce, cresce, fica gigantesco. 
Aprendi que só podemos ser bons com outras pessoas se formos primeiro bons para nós mesmos.
Aprendi que não é porque todo mundo faz que eu também preciso fazer.
Aprendi que aquilo que as mães sempre falavam "Você não é todo mundo" é uma verdade universal. 
Aprendi que a solitude é totalmente diferente de solidão. A solitude é gostosa, e faz parte da liberdade. Mas também é incrível estar sempre perto das pessoas que fazem carinho na nossa alma.
Aprendi que a gratidão torna tudo o que temos em suficiente.
Aprendi que meditar e focar no presente deve ser um ato diário.
Aprendi que alongar o corpo e cuidar dele modifica nossa mente para melhor.
Tenho aprendido que a positividade é possível, e torna a vida muito, muito mais feliz. Não dê corda para as paranoias. 

Aprendi muitas coisas. Sou de riso fácil, e de choro também. Sou intensa em qualquer coisa que faço, e isso faz parte de quem eu sou, e me faz bem. Sobretudo, tenho aprendido que a vida é incrível e cada dia vale a pena ser vivido. Cada dia, por si só, é uma vida, e ainda que não seja um dia tão fácil, em algum canto dele, se você souber ver, terá muita alegria.
E a coisa mais importante que eu aprendi, é que essa vida é bonita, mas que não termina aqui. Não fomos feitos para dias tão rápidos e curtos, mas para uma vida eterna que chegará. Viemos do Infinito, e para Ele voltaremos. Cabe a nós vivermos com propósitos aqui, para quando encontrarmos nosso primeiro Amor, Jesus, podermos viver uma vida plenamente feliz, sem dias ácidos, apenas doces dias extraordinários. (E que possamos amar as pessoas aqui, para levar cada uma delas junto com a gente para Lá.) <3




sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Maldade e liberdade

Resultado de imagem para siria


Queria eu escrever sobre a maldade friamente, cientificamente, sem conhecê-la.
Ainda que possamos saber as raízes e os porquês de tantas coisas ruins, isso não diminui a dor e o impacto que elas causam.
Não sou a pessoa mais apta a falar sobre a maldade. Escrevendo sobre isso percebi o quão abençoada eu sou. Olhando as noticias, os jornais, olhando para fora da nossa bolha, eu tento me colocar no lugar de cada vitima de cada notícia ruim, mas jamais saberemos as dores dos outros.
Quero explicar alguns porquês, mas deixo claro que isso não ameniza o problema, apenas nos direciona para que não sejamos parte desse problema e caos.

Bem e mal. Liberdade. Livre arbítrio. Consciência. Escolha. Opção. Identidade. Caráter.
A maldade envolve vários aspectos, mas de todos, hoje vou falar sobre um dos principais gatilhos, a liberdade, no ponto de vista cristão.

Começando do princípio
Deus criou todas as coisas dotadas de livre arbítrio. Se alguém é livre para ser bom, é livre para ser mau.
Por que Deus não impede a maldade?
A liberdade, embora possibilite o mal, e a única coisa que possibilita o bem, o amor, a alegria, e a paz. Um mundo de robôs, na minha opinião, não valeria a pena ser criado. Ele nos permite o conhecimento, a racionalidade, o senso de bem e mal, mas nos deixa livres para optar. Acredito que quando argumentamos contra ele, estamos questionando o próprio poder que nos permite questionar.
Não temos resposta sobre tudo. (Ainda bem !), mas existe uma linha de raciocínio, apresentada por C. S. Lewis, simples e que faz muito sentido:
Se temos um ego, temos a opção de nos colocar em primeiro lugar, de querer ser o centro, der ser o nosso próprio deus. Lá atrás, esse foi o pecado de Satanás, quem era um anjo se auto idolatrou, se considerando melhor do que o próprio Deus que o criou.
A maldade surge do egocentrismo, do antropocentrismo, da ideia de se estruturar por si mesmo. Suas vontades acima de qualquer coisa. Leis próprias. O homem buscando inventar uma felicidade fora da única fonte da felicidade. O homem tentando buscar coisas, que no principio eram boas, mas foram POR NÓS deturpadas e desfiguradas, o homem procurando por atalhos onde não existe uma estrada. O homem tentando saciar o seu ego inflado e chegar a qualquer lugar, a qualquer custo, na busca incessante por algo que só poderia ser curado e consequentemente saciado por Deus. Dessa tentativa desesperada, veio o pecado, o dinheiro, a pobreza, as classes, a escravidão, a ambição, a guerra, os impérios, a prostituição, a mentira, e qualquer coisa tão negativa quanto. Toda essa maldade que jorra é o homem tentando ser o seu próprio deus. Até mesmo diversas doenças e epidemias que existem hoje, o homem está por trás de cada uma, fazendo escolhas erradas e interferindo na vida de milhares de pessoas, e de próximas gerações.
Desde o começo, ainda no Éden, havia opção, havia uma liberdade que saia do trono do Deus, mais uma prova de amor intenso por nós, nos deixou livre para optarmos, pois Ele já havia colocado em nós o senso de certo e errado, nós sempre soubemos a resposta, mas diversas vezes optamos por não ouvi-lá. Como cada escolha trás consigo uma consequência, estamos vendo isso na prática, diariamente, ao nosso redor, nas nossas vidas, nos jornais, na TV, e em qualquer lugar.

Acredito que, se há alguém que olha com tristeza para tudo isso, é Deus. Deus que deu seu filho, parte de si, e Jesus levou sobre Ele tudo o que, hoje, temos levado novamente sobre nós, como se o preço não tivesse sido pago, como se estivéssemos querendo voltar a ter uma dívida e uma vida momentânea.
A felicidade, o bem e a paz que Deus designou a nós é a dádiva eterna de sermos unidos a Ele, e uns aos outros livre e voluntariamente, em um êxtase de amor e prazer que não pode ser comparado com nenhum outro existente. Livre e voluntariamente. Sempre tivemos e temos em nossa frente o bem e o mal, e no fundo, todos sabemos onde cada um vai levar, cabe a nós a escolha.

Quando chega no coração do homem a ideia de fazer o que quiser independente de qualquer coisa, de ser o centro de tudo, de achar que o mundo gira em torno de si mesmo, é quando ele perde o senso de humanidade, de comunidade, quando ele se esquece que não vive só, e que as suas atitudes geram consequências externas, e impacto ao seu redor. Assim como um ato de amor, de generosidade, de bondade, gera uma corrente de coisas boas, muitas vezes um gesto de maldade também gera uma onda de coisas ruins, e é assim que surgem tantas vitimas, inocentes, que não escolheram a maldade, mas que tiveram sobre si a consequência do ato do outro, da guerra do outro, da irracionalidade do outro, do pecado do outro, da maldade do outro, vitimas que, sobre elas respigam com um impacto muito forte todas as escolhas erradas de alguns. Porém, mesmo que não seja aqui na Terra, haverá uma recompensa para cada ato, seja ela um ato bom, seja ele um ato ruim.

E onde eu quero chegar, basicamente, é em nós, em mim, em você. Muitas vezes estamos longes de grandes massacres, guerras e catástrofes, mas a todo instante ao nosso redor acontecem inúmeras coisas, no mundo físico e espiritual, e o que nós temos feito para melhorar a realidade a nossa volta? Essa é a questão. Não são com coisas grandes que vamos mudar algo, vamos mudar alguma coisa quando estivermos dispostos a fazer todos os dias pequenas modificações em nosso própria vida, em cada ato, palavra, intenção. Na forma como tratamos as pessoas que passam por nós, no que a nossa linguá fala, no que enche o nosso coração, no que fazemos ou deixamos de fazer, diariamente.

Todas as vezes que usamos nossa liberdade de forma errada, estamos sendo produtores de maldade, estamos colaborando de alguma forma com a onda de coisas ruins que acontecem lá fora.
Todas as vezes que temos a chance de fazer algo bom e não fazemos, estamos colaborando com a frieza do amor, sendo levados pela corrente, exitando em sair do nosso quadrado para abraçar outras vidas, que não são menos importantes do que a nossa.
Não vamos mudar nada enquanto não mudarmos as nossa atitudes comuns.
Não vamos mudar nada enquanto estivermos sempre pensando no amanhã e vivendo o hoje automaticamente.
Não vamos mudar nada enquanto estivermos focados em pequenos conflitos bobos nossos.
Não vamos mudar nada enquanto só estivermos olhando para a nossa própria vida e para as coisas materiais.
Não vamos mudar nada enquanto estivermos distraídos.
Não vai adiantar levantarmos hashtags pela Síria, pelo Rio, ou por qualquer conflito maior se estivermos produzindo coisas ruins, palavras ruins, atos ruins ou se definitivamente não estivermos fazendo nada para melhorar alguma coisa. Estaremos apenas sendo hipócritas.
Não vamos mudar nada enquanto não tivermos o senso de que TODAS as nossas atitudes e TODA a nossa falta de atitude gera um impacto no mundo, em outras vidas, não apenas em nós.
Precisamos parar de regar coisas que não deveriam ser sequer plantadas.
Precisamos parar de levar sobre nós coisas que Jesus já levou sobre Ele.
A frase que a mudança começa em nós é clichê, mas é totalmente real.
O bem só se propaga se começar em alguém, e esse alguém somos cada um de nós, esse alguém sou e, esse alguém é você. Nossa liberdade, nossas escolhas, mas as consequências não são apenas nossas.

Que seja gerado em nós um clamor e um amor por todas as pessoas e lugares onde a maldade tem feito morada. Que seja gerado em nós desconforto, inconformidade, que a gente não aceite menos do que o bem, o amor, a paz e o certo. Que a gente não cultive sentimentos e atitudes que não procedem do coração de Deus. E que diariamente possamos ser lembrados de que as coisas começam em nós, nas nossas intenções, nossos pensamentos, nossos sentimentos, nossas palavras, nossa liberdade, nossas atitudes.
Eu não sei você, mas eu preciso mudar, constantemente, todos os dias.
E você? Qual mudança você tem procrastinado ? Quais tem sido suas escolhas?





quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

3 opções para substituir a academia

Resultado de imagem para academia tumblr

Cuidar do corpo virou algo extremamente essencial hoje em dia, né ? E muitas pessoas optam
por ir a academia e realizarem planos e exercícios regulares. Porém, também existem outras
pessoas que, por algum motivo, não podem ir a academia e fazer parte desse grupo.
(Eu sou uma dessas, que não tenho tempo e nem gosto de academia, mas amo exercícios físicos)
Dessa forma, essas pessoas podem se sentir impossibilitadas de fazerem exercícios e alcançarem
os objetivos que a prática física proporciona.

Mas não é bem assim. Se você não pode frequentar academia, pode estar realizando outros
exercícios regulares dos mais variados tipos. Em clinicas de fisioterapia, centros de lazer,
escolas especializadas e até mesmo na sua própria casa.

Quer saber mais sobre essas atividades alternativas ? Continue lendo o post.

Entendendo o Corpo

Não é necessário ir á academia em períodos regulares e crer que o desenvolvimento da
musculatura, a saúde e outros aspectos físicos sejam influenciados exclusivamente no
ambiente da academia. Antes do surgimento delas as pessoas conseguiam ter os mesmos
resultados sem a prática de exercícios regulares intensos em máquinas.
Pelo contrário, usavam materiais naturais e obtinham resultados.

Dessa forma, você não é condicionado a frequentar uma academia, se você não tem essa
disponibilidade não precisa se preocupar. Basta procurar alguma outra forma que seja
possível e que caiba na sua vida. Vamos saber mais sobre algumas delas agora.

Pilates e Crossfit

São duas modalidades de treino funcional, através deles, de forma intensiva ou médio-
intensiva, você pode alcançar resultados maravilhosos e efetivá-los com facilidade !
Seja emagrecer, aumentar a resistência corporal, desenvolver a musculatura, reduzir
dores, ter um treino mais simplificado, entre outros.

Luta

A luta também é uma referência que vem de muito tempo, através da prática dessa
modalidade será possível melhorar o condicionamento físico, o controle respiratório,
agilidade, flexibilidade, e ainda ganhar mais confiança em si, favorecendo a autoestima
do praticante. Pode ser Muay Thai, Boxe, Kickboxing, entre outras, fica a seu critério.

Natação

Além de trabalhar músculos do corpo inteiro, ainda adquire o controle respiratório
e a coordenação motora. É um exercício que possui baixo impacto nas articulações,
é ótimo para quem quer perder calorias, pois confere a queima de aprox. 500 cal
em 1 única hora.

Na medida certa

Todo e qualquer treino deve ser praticado na medida certa, nada de tentar fazer
mais do que seu corpo suporta, isso pode prejudicar seu rendimento e comprometer
seus resultados. Antes de iniciar, procure um profissional qualificado, como os do
pilates na asa norte, e faça uma avaliação sobre a sua aptidão física e resistência
em cada uma das modalidades indicadas, para que você possa usufruir livremente,
sem nenhuma preocupação ou complicação, e obter os resultados esperados.

#publipost

Plenitude



Plenitude. 
"Condição daquilo que está completo, inteiro, sem espaços vazios. Completude, estado do que se apresenta total ou integralmente."

Quem não quer se sentir pleno, sem seus vazios e lacunas?
Eu também já quis. No passado, porque ultimamente a sensação de plenitude têm tomado conta de mim. Por isso andei pensando o que me trouxe essa sensação, esse estado. Queria compartilhar com os meus leitores, desejei que todo o mundo se sentisse pleno (ainda desejo), que vazios e lacunas fossem preenchidos.

Tenho embarcado numa jornada de autoconhecimento. Foi preciso um tanto de obstáculos e crises para começar a me olhar mais profundamente. Terapia, meditações, mas principalmente alguém, alguém que me emprestou seus olhos para que eu me visse de fora, do alto, e que olhando do alto me visse por inteiro, por todos os ângulos da minha alma, em cada canto.
É importante que a gente goste do que vê por fora, do que vê no espelho, mas isso envolve algo interior primeiro, você precisa primeiro gostar de ser quem é por dentro, da sua essência. Eu sempre gostei do que via no espelho, particularmente nunca tive muitos problemas de aceitação com a minha aparência, mas eu precisava me conhecer por dentro - a minha mente, a minha alma, o meu espírito. Afinal, do que adiantaria ser bonita por fora, sem saber para quê estou aqui, quem eu sou no meu íntimo, no meu interior, na minha raiz? A beleza é fugaz, é relativa, mas a de dentro, ah, meu amigo, essa quando existe, é eterna, transborda, transcende, acende, todo mundo vê.
E há alguns anos atrás, após umas crises de identidade e de ansiedade (crises essas, imagino eu, que era a sede de saber quem eu era), eu fui atrás de me descobrir mais, de saber como eu funcionava, o que me impulsionava e o que me retraia, o que me agradava e o que só me distraia, fui atrás da essência, e quantas coisas grandiosas eu tenho encontrado. Tesouros, num vaso de barro.

Eu sempre conheci ele, mas só de ouvir falar. Ouvia sobre ele aos domingos, alguns me contavam quando se encontravam com ele, mas nunca levei tão a fundo. Eu o encontrava as vezes, sabia quem ele era, mas nossa relação era algo de fim de semana, era algo normal para mim, comum.
Mal sabia eu que ele não tinha nada de comum ou normal. Mal sabia eu do quanto eu ansiava por ele, interiormente, eu era sedenta por ele.
(Imagino que nesse momento você esteja se perguntando, essa doida não estava falando de plenitude, agora embalou um romance?) Pois é.
Ele é Deus. E eu não quero ser clichê, apenas quero contar algo que eu ainda não havia contado aqui, não tive coragem para me abrir dessa forma para tantas pessoas, mas comecei a escrever e Ele está me trazendo a tona, então, prosseguindo ...
Ele me trouxe a plenitude. Num dia nublado, uma manhã cinza, onde eu estava com problemas até o pescoço, com situações das quais achei que não iria mais sair, que teria apenas que conviver com elas, mas que poucos sabiam, Ele veio até mim. Foi mágico, extasiante, sublime. Ele me falou, e eu me recordo como se fosse ontem. Ele me disse quem eu era. Ele me mandou jogar os calmantes fora, disse que seria a minha calmaria, o meu porto seguro. Ele disse que eu estava sendo forte, e fiel aos meus valores. Eu que me achava tão fraca, ouvi Deus dizendo que eu era forte.
Foi ai que eu entendo que estar não é ser. Como você está, não muda quem você é, quem você nasceu pra ser. Não impede que você seja. 
Ele me disse que estaria comigo, e me impulsionaria quando eu pensasse em recuar.
Ele me disse que mesmo sentindo medo, eu iria, porque Ele me daria as mãos - "seja forte e corajosa".
Ele me falou sobre medos, sobre os meus problemas, sobre traumas, sobre sonhos.
Pouco a pouco Ele foi me contanto quem eu era, quem eu sou.
Foi libertador.
Essas experiências com Ele duraram meses, foram meses intensos, e quando olho para trás agradeço por todas as crises que me levaram até a fonte da minha calmaria, Ele. 
Naqueles dias, começou em mim uma jornada de autoconhecimento, mas principalmente, do conhecimento da minha fôrma - Jesus. E foi olhando para Ele e conhecendo-O que eu comecei a me conhecer. Ainda não tenho palavras para contar com detalhes o que aconteceu naqueles dias, é algo muito forte, intimo, mas que eu tenho intacto no meu coração.
Depois desses dias, toda aquela situação que eu e todos achavam que não teria mais solução, se resolveu. Tudo ficou nítido, em paz, uma paz que excede todo entendimento. Eu não sabia explicar como tudo havia se resolvido do dia para a noite.
Ganhei uma força que eu ainda não sei descrever. Conquistei coisas que eu achava que não conseguiria. Eu sorria o tempo todo e sabia que Ele estava ali, o tempo todo. 
Todas as peças quebradas e espalhadas, foram reunidas, emendadas e completas.
E agora estamos juntos, não somente aos domingos, mas o tempo todo.
Mas não é somente isso que vim falar, não é apenas sobre mim. É sobre e para você, para todos nós Ele tem coisas ainda maiores.

Como você tem se visto? Do que você está cheio hoje? De cansaço, de problemas, de vazios, de preocupações, de passado ?
O que há no seu interior?
Sabe, pela nossa própria força falhamos, e não conseguimos nos ver claramente. Sentimos sede mas não sabemos do que. Ficamos famintos sem nada nos matar a fome. Nos cansamos em nosso própria força. Mas quando nos vemos com os olhos dEle, tudo muda.
"Deus não quer seu coração, essa é a primeira coisa que Ele vai jogar fora. Ele quer te dar um novo coração." Ele vai te dar um novo olhar, uma nova força. novos objetivos, uma nova vida e uma nova perspectiva de olhar para essa vida. PLENITUDE. Ele vai te encher e excluir os vazios, te transbordar, não haverá espaços, não haverá lacunas. Ele limpará dos seus olhos aquilo que os mantinha embaçados impedindo que você se visse com o valor que você tem. 
Termino esse texto com lagrimas, lágrimas de gratidão, de amor, de plenitude. 
Ele é quem me preenche. 
Isso não significa que sou perfeita, ou que não vou ter problemas. Isso significa que independente do que acontecer, Ele continuará me enchendo. Ele continuará em mim, e eu continuarei nEle e com Ele. Eu continuarei, mesmo quando as situações ou o pecado tentarem embaçar novamente meus olhos, eu ainda terei os olhos dEle, a graça, a ótica Divina, para me ver, para ver os outros, para ver meu alvo, para enxergar por dentro, por fora e além. Eu continuarei, até estarmos fisicamente juntos e para sempre. E isso me faz plenamente plena. Isso gera em mim autoestima, gratidão, força, coragem, porque não são coisas minhas, são dons e qualidades dEle, que Ele me dá, de bom grado e de amor incondicional, todos os dias quando eu me levanto. 
Seja pleno.
Permita que Ele te mostre. Permita que Ele te preencha.

Com amor, Ele e eu. <3 

(uma canção que Ele nos presenteou)


quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Padrão Instagram


Resultado de imagem para perfection is a disease of a nation 




Com essa onda das redes sociais e essa valorização do Instagram, muita coisa tem sido distorcida, né?
Não pode postar fotos de momentos bons se eles não combinam com o feed.
Não pode postar qualquer foto (melhor ângulo, melhor luz, melhor edição).
Likes, follows, competições, imitações, irrealidade, padrão, perfeição, quantas vezes a gente já não se deixou levar por isso? Eu mesma já me peguei vendo vídeos no Youtube de como organizar o feed, de como as fotos podem ficar "tumblr", de qual app usar para padronizar o seu instagram.
O fato de querer ter as fotos organizadas, visivelmente atraentes, não é errado, mas deixar de registrar momentos bons, coisas que fazem parte de você, simplesmente por não "ornar" é demais, não acha ? Ou deixar de postar uma foto porque mostrou algum detalhe em você, que você chama de defeito, não, gente, não !

É assustador quantas pessoas têm tido problemas com a própria imagem por acreditarem em um padrão de beleza que NÃO EXISTE.
Amores, ninguém é perfeito.
Já percebeu que muitas coisas que gostávamos no nosso corpo antes, passamos a não gostar mais depois que inventaram a selfie? Eu mesma não me incomodo olhando no espelho com coisas que me incomodam nas fotos. A gente se esquece que as melhores fotos estão recheadas de Facetune entre outros aplicativos de edição.
Quem nunca se pegou tirando 30 fotos para escolher 7 para editar e talvez uma para postar?
Já percebeu que somos realmente influenciados digitalmente se não soubermos filtrar um tanto de coisa?  
Hoje eu vejo muitas meninas que só sabem fazer foto, só postam foto de si mesmas, todos os dias, toda hora, encanadas na busca do like, do seguidor, muitas vezes querendo ser alguém que não são. É artificial, é notável, e deve ser cansativo.

Por isso, seja quem você é ! As pessoas que mais se destacam são aquelas que carregam a coragem de serem originais. Pare de querer se igualar a qualquer outra pessoa que já existe. Você tem coisas especiais, únicas, singulares, que só você tem, e são essas coisas que irão te destacar.
Você tem dons, talentos, detalhes.
Não se compare tanto.
E se for fotos, posta sim, o que importa se não combina com o "feed" ? 
SE AME ! Se abrace, se apoie, se aceite um pouco mais.
Se permita ser quem você é. Jamais pare de crescer, você tem sim que evoluir nas áreas que você quer evoluir, trace metas na sua vida e corra atrás, mas faça isso por você ! 
Se ame sim, e assim, da forma que você é.
Não, não precisa ser look, selfie, paisagem, look, selfie, paisagem, são seus registros, é o seu padrão.
Vamos fugir do artificial ? 

Vê se não se esquece que todo mundo tem momentos difíceis, problemas, imperfeições, defeitos, bastidores que ninguém vê e que ninguém posta. Atrás de cada conquista postada existe uma luta que foi travada. Atrás de cada sonho realizado postado existe um longo caminho que cada um percorreu. Jamais permita que as redes sociais tirem seus pés do chão, e te façam duvidar da sua beleza, capacidade, singularidade. 
Sejamos mais humanos, mais vulneráveis, mais REAIS ! Sejamos de verdade !

Tu é linda (o), única (o), e a melhor luz é a que pode vir de dentro de você. O melhor ângulo é aquele positivo que você enxerga a vida, o melhor efeito é viver de verdade cada momento, intensamente. 
Sou muito feliz quando vejo movimentos no instagram com pessoas mostrando suas realidades, e eu espero de coração que essa moda pegue. 

Vamos combinar de excluir as comparações? Vamos combinar de não deixar de postar uma foto importante por causa de feed? Vamos combinar de parar de competir e de correr atrás a todo custo de seguidores (falando nisso, se você compra seguidores no instagram vamos combinar de que tu vai parar com isso também em?) Vamos combinar de apoiarmos mais cada trabalho que realmente vale a pena no instagram e em outras redes sociais, em vez de aumentarmos a competitividade, sabendo que existem espaço para todo mundo ? Vamos interagir, saber admirar sem invejar, saber que somos únicos e que nossa vida não pode nem deve ser igual a de ninguém, porque não vamos querer chegar no final dela e ver que vivemos a vida de outras pessoas, não é ?

Vou usar a hashtag #padrãovidareal no instagram postando fotos sobre esse assunto, e deixo a tag liberada pra vocês postarem também <3  
Meu @ tá aqui do lado, no layout do blog. 

Com amor, Amanda !