Plenitude



Plenitude. 
"Condição daquilo que está completo, inteiro, sem espaços vazios. Completude, estado do que se apresenta total ou integralmente."

Quem não quer se sentir pleno, sem seus vazios e lacunas?
Eu também já quis. No passado, porque ultimamente a sensação de plenitude têm tomado conta de mim. Por isso andei pensando o que me trouxe essa sensação, esse estado. Queria compartilhar com os meus leitores, desejei que todo o mundo se sentisse pleno (ainda desejo), que vazios e lacunas fossem preenchidos.

Tenho embarcado numa jornada de autoconhecimento. Foi preciso um tanto de obstáculos e crises para começar a me olhar mais profundamente. Terapia, meditações, mas principalmente alguém, alguém que me emprestou seus olhos para que eu me visse de fora, do alto, e que olhando do alto me visse por inteiro, por todos os ângulos da minha alma, em cada canto.
É importante que a gente goste do que vê por fora, do que vê no espelho, mas isso envolve algo interior primeiro, você precisa primeiro gostar de ser quem é por dentro, da sua essência. Eu sempre gostei do que via no espelho, particularmente nunca tive muitos problemas de aceitação com a minha aparência, mas eu precisava me conhecer por dentro - a minha mente, a minha alma, o meu espírito. Afinal, do que adiantaria ser bonita por fora, sem saber para quê estou aqui, quem eu sou no meu íntimo, no meu interior, na minha raiz? A beleza é fugaz, é relativa, mas a de dentro, ah, meu amigo, essa quando existe, é eterna, transborda, transcende, acende, todo mundo vê.
E há alguns anos atrás, após umas crises de identidade e de ansiedade (crises essas, imagino eu, que era a sede de saber quem eu era), eu fui atrás de me descobrir mais, de saber como eu funcionava, o que me impulsionava e o que me retraia, o que me agradava e o que só me distraia, fui atrás da essência, e quantas coisas grandiosas eu tenho encontrado. Tesouros, num vaso de barro.

Eu sempre conheci ele, mas só de ouvir falar. Ouvia sobre ele aos domingos, alguns me contavam quando se encontravam com ele, mas nunca levei tão a fundo. Eu o encontrava as vezes, sabia quem ele era, mas nossa relação era algo de fim de semana, era algo normal para mim, comum.
Mal sabia eu que ele não tinha nada de comum ou normal. Mal sabia eu do quanto eu ansiava por ele, interiormente, eu era sedenta por ele.
(Imagino que nesse momento você esteja se perguntando, essa doida não estava falando de plenitude, agora embalou um romance?) Pois é.
Ele é Deus. E eu não quero ser clichê, apenas quero contar algo que eu ainda não havia contado aqui, não tive coragem para me abrir dessa forma para tantas pessoas, mas comecei a escrever e Ele está me trazendo a tona, então, prosseguindo ...
Ele me trouxe a plenitude. Num dia nublado, uma manhã cinza, onde eu estava com problemas até o pescoço, com situações das quais achei que não iria mais sair, que teria apenas que conviver com elas, mas que poucos sabiam, Ele veio até mim. Foi mágico, extasiante, sublime. Ele me falou, e eu me recordo como se fosse ontem. Ele me disse quem eu era. Ele me mandou jogar os calmantes fora, disse que seria a minha calmaria, o meu porto seguro. Ele disse que eu estava sendo forte, e fiel aos meus valores. Eu que me achava tão fraca, ouvi Deus dizendo que eu era forte.
Foi ai que eu entendo que estar não é ser. Como você está, não muda quem você é, quem você nasceu pra ser. Não impede que você seja. 
Ele me disse que estaria comigo, e me impulsionaria quando eu pensasse em recuar.
Ele me disse que mesmo sentindo medo, eu iria, porque Ele me daria as mãos - "seja forte e corajosa".
Ele me falou sobre medos, sobre os meus problemas, sobre traumas, sobre sonhos.
Pouco a pouco Ele foi me contanto quem eu era, quem eu sou.
Foi libertador.
Essas experiências com Ele duraram meses, foram meses intensos, e quando olho para trás agradeço por todas as crises que me levaram até a fonte da minha calmaria, Ele. 
Naqueles dias, começou em mim uma jornada de autoconhecimento, mas principalmente, do conhecimento da minha fôrma - Jesus. E foi olhando para Ele e conhecendo-O que eu comecei a me conhecer. Ainda não tenho palavras para contar com detalhes o que aconteceu naqueles dias, é algo muito forte, intimo, mas que eu tenho intacto no meu coração.
Depois desses dias, toda aquela situação que eu e todos achavam que não teria mais solução, se resolveu. Tudo ficou nítido, em paz, uma paz que excede todo entendimento. Eu não sabia explicar como tudo havia se resolvido do dia para a noite.
Ganhei uma força que eu ainda não sei descrever. Conquistei coisas que eu achava que não conseguiria. Eu sorria o tempo todo e sabia que Ele estava ali, o tempo todo. 
Todas as peças quebradas e espalhadas, foram reunidas, emendadas e completas.
E agora estamos juntos, não somente aos domingos, mas o tempo todo.
Mas não é somente isso que vim falar, não é apenas sobre mim. É sobre e para você, para todos nós Ele tem coisas ainda maiores.

Como você tem se visto? Do que você está cheio hoje? De cansaço, de problemas, de vazios, de preocupações, de passado ?
O que há no seu interior?
Sabe, pela nossa própria força falhamos, e não conseguimos nos ver claramente. Sentimos sede mas não sabemos do que. Ficamos famintos sem nada nos matar a fome. Nos cansamos em nosso própria força. Mas quando nos vemos com os olhos dEle, tudo muda.
"Deus não quer seu coração, essa é a primeira coisa que Ele vai jogar fora. Ele quer te dar um novo coração." Ele vai te dar um novo olhar, uma nova força. novos objetivos, uma nova vida e uma nova perspectiva de olhar para essa vida. PLENITUDE. Ele vai te encher e excluir os vazios, te transbordar, não haverá espaços, não haverá lacunas. Ele limpará dos seus olhos aquilo que os mantinha embaçados impedindo que você se visse com o valor que você tem. 
Termino esse texto com lagrimas, lágrimas de gratidão, de amor, de plenitude. 
Ele é quem me preenche. 
Isso não significa que sou perfeita, ou que não vou ter problemas. Isso significa que independente do que acontecer, Ele continuará me enchendo. Ele continuará em mim, e eu continuarei nEle e com Ele. Eu continuarei, mesmo quando as situações ou o pecado tentarem embaçar novamente meus olhos, eu ainda terei os olhos dEle, a graça, a ótica Divina, para me ver, para ver os outros, para ver meu alvo, para enxergar por dentro, por fora e além. Eu continuarei, até estarmos fisicamente juntos e para sempre. E isso me faz plenamente plena. Isso gera em mim autoestima, gratidão, força, coragem, porque não são coisas minhas, são dons e qualidades dEle, que Ele me dá, de bom grado e de amor incondicional, todos os dias quando eu me levanto. 
Seja pleno.
Permita que Ele te mostre. Permita que Ele te preencha.

Com amor, Ele e eu. <3 

(uma canção que Ele nos presenteou)


16 comentários:

  1. Percebi que nesse seu texto tão íntimo tem muito mais que palavras. Você depositou todo o seu sentimento ao compartilhar essa história <3 Que lindo ver alguém se sentir assim, encontrar um porto seguro e uma plenitude tão grande.

    ResponderExcluir
  2. Lindo e emocionante texto! Muito bonita a forme que escreve sobre Deus. Realmente Ele está dentro de nós nos guiando e apenas precisamos permitir que Ele nos ajude. Quando se tem fé os caminhos se abrem e nossa vida tem muito mais sentido. Obrigada por partilhar!

    ResponderExcluir
  3. Que lindo texto, realmente procuramos por plenitude em nossos dias mais complicados. A maneira como escreveu e expressou suas palavras me envolveu bastante na leitura.
    Adorei o post, um ótimo final de semana
    Beijos
    Bella Página

    ResponderExcluir
  4. Deus é perfeito neh?Estou numa fase bem ruim,parece que tudo que eu faço ta errado,mas na minha mente to fazendo o certo. E como você disse sera que a gente complica as coisas?preciso recer tudo isso. Obrigada pelo texto maravilhoso

    ResponderExcluir
  5. Uma leitura muito intima, aprecio como você se expõe perante os seus leitores para partilhar a sua jornada para se encontrar neste mundo. É bom encontrar o seu porto-seguro, seja no que for. Ainda bem que você encontrou e valoriza o seu. Motiva-a a permanecer-se bem. Parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Oi,uau que texto lindo maravilhoso,vc escreve muito bem parabéns viu,obrigada por compartilhar com a gente tenho certeza que muitos vão ficar emocionado com essas palavras tocantes,vc se jogou mergulhou nesse texto,precisamos gostar do que é por dentro se amar,não importa a aparência sim o que vc realmente é.

    ResponderExcluir
  7. Adorei o post principalmente porque eu adoro esse assunto. Você me fez chorar.

    ResponderExcluir
  8. Que post lindo,você se da muito bem com as palavras,realmente me emocionei bastante lendo.Achei esse assunto bem interessante,nunca havia pensado nisso

    ResponderExcluir
  9. QUE TEXTO MARAVILHOSO CHEIO DE SENTIMENTO, BATEU FUNDO NO MEU CORAÇÃO, FALOU MUITO COMIGO! PARABENS DEUS CONTINUE TE ABENÇOANDO

    ResponderExcluir
  10. Esse texto é lindo e super emocionante. Você é ótima escrevendo, não pare nunca. Que Deus te abençoe muito! 💞

    ResponderExcluir
  11. Amanda, que texto maravilhoso. Hoje, no dia que estou fazendo esse comentário, é um dia que eu preciso sentir essa plenitude de Deus porque amanhã eu começo uma nova vida (vou ir morar - literalmente - sozinha) e às vezes o novo da medo. Semana passada eu passei um pouco por essa crise que você relatou e no momento que eu parei, orei, agradeci pelo o que eu tinha e deixei os meus medos, minha dor e futuro nas mãos Dele, tudo começou a se ajeitar. E tudo só aconteceu porque eu acreditei e deixei tudo nas mãos Dele.

    ResponderExcluir
  12. Muito profundo, as vezes a gente buscar paz, serenidade, mas é tão difícil ou procuramos em lugares errados e acabamos numa insatisfação do não conseguir. Tenho buscado por essa plenitude e ao ler seu texto vi que preciso me desconectar de algumas coisas. Amei o texto. Beijos flor

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem? Que reflexão mais interessante. O dia a dia é tão corrido, tem o trabalho, os estudos, a família, nossas obrigações, e sem querer isso acaba tomando nosso tempo. Vivemos preocupados, ansiosos, e sempre imaginando como será o futuro. É preciso parar, colocar as ideias no lugar e tentar levar uma vida mais leve e tranquila. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  14. Tem dias que pensamos que não vamos aguentar, mas temos que manter uma atitude positiva. É preciso dar tempo ao tempo e tentar relaxar e apreciar mais o que temos. Boa reflexão, beijinhos

    ResponderExcluir