Expectativas

Imagem relacionada


O ano começou, e não tem palavra mais significante nesse momento. 
Agora criamos várias expectativas, fazemos metas, listamos nossas vontades. Criamos coragem e ganhamos um renovo para começar, recomeçar, ou dar continuidade a tantas coisas.

Esses dias comecei a pensar sobre expectativas, e confesso que me senti um pouco insegura. 
Sou alguém que cria muitas expectativas, alguém que planeja, e sonha alto, sempre acreditando que dá, que pode ser, que é possível. Tenho vivido uma fase muito positiva, de muito autoconhecimento, de calma e também de realizações, mas realizações só acontecem quando você cria expectativas, e cultiva a expectativa que você criou.
Acontece que hoje todo mundo quer ser tão desapegado, fingir calmaria o tempo todo, e eu já cansei de ouvir frases como: "não crie expectativas", e como se criar não bastasse, acho que eu eu sou a própria expectativa em pessoa. Hoje já sei criar minhas expectativas de uma forma mais positiva e saudável, sem tanta ansiedade, de uma forma comum. Já me decepcionei muito sim, (várias vezes), mas será que realmente existe alguém que não cria expectativas? Comecei a me perguntar se estava "errada" por ser assim. Como a gente se auto sabota fácil, né?
Depois de um tempo questionando isso, cheguei a conclusão de que a frase "não crie expectativas" é uma frase tão falsa quanto muitas outras frases clichês que se espalham por ai. Se você gosta de algo, ou quer algo, é humanamente impossível não criar alguma expectativa nisso. Se você gosta de algo, planeja, quer, automaticamente você já criou expectativas de que aquilo é bom.
Sempre digo que fomos feitos para sentir, e expectativas fazem parte disso.
Percebi que a frase "não crie expectativas" é sempre vinda de alguém que já criou, mas não consegue admitir, ou se decepcionou demais a ponto de desejar não sentir mais isso, mas, convenhamos e aceitemos, é impossível. E como alguém que já se decepcionou em algumas situações, mas que se surpreendeu positivamente em várias outras, não é pelas menores e ruins experiências que vou deixar de ser humana, de sentir. Temos tantas ditaduras e problematizações hoje, inclusive a respeito dos nossos sentimentos. Ditaduras tão falsas que eu me pergunto: Quem inventou isso, por favor?

Todo mundo se apega. A algo, a alguém.
Todo mundo cria expectativas. Quando você perde o desejo e a habilidade de sonhar, planejar e criar expectativas você provavelmente está doente.
Todo mundo sonha, planeja, coloca a cabeça no travesseiro e viaja, todo mundo coloca esperanças em algo que quer e GRAÇAS A DEUS por isso.
Não se sinta "trouxa" por sonhar, planejar e criar expectativas. São justamente essas coisas que vão te impulsionar, e se você tiver atitude, essas coisas te levarão muito além, para lugares onde aqueles que tem medo de sentir, ou que ficam estagnados por medo de viver as coisas, por medo de se decepcionar, nunca irão chegar.

Algo que você precisa aprender sobre expectativas

Existe algo que eu aprendi e que é essencial que a gente saiba sobre criar expectativas: Sempre transpareça sua esperança. 
Se você quer que alguém te trate de alguma forma diferente, que alguém te chame pra sair, que alguém mude o comportamento com você, deixe isso CLARO para essa pessoa. 
Temos uma mania irracional de criar expectativas no nosso coração a respeito de algumas pessoas ou situações, mas não demonstrar que estamos desejando algo específico. E como é que a gente quer ser correspondido se não demonstramos primeiro o nosso desejo? Converse, fale, não tenha medo de assumir o seu mundo interno, de ser humano, de ser você. Nós nos decepcionamos com as pessoas porque criamos situações em nossa cabeça, criamos desejos em nosso coração, mas não demonstramos, vivemos demais nosso mundo interno e queremos que as pessoas simplesmente adivinhem o que sentimos, o que se passa por dentro de nós. Externalize. Revele. Manifeste. Transpareça. É aquele papo sobre vulnerabilidade, sejamos mais vulneráveis !

Quando foi que a gente começou a esconder as coisas e achar bonito parecer por fora o que não é por dentro? Quando foi que a gente passou a achar bonito essa coisa de "ser menos humano" ?
Então não tenha medo de demonstrar suas expectativas, seus sonhos, seus planos pra quem realmente merece, pra quem pode te impulsionar, te ajudar a ir mais longe. 
Não tenha medo de sentir, porque ter medo de sentir algo já é um sentimento. 

Então, se você é um sonhador, criador de expectativas, a própria lista de planos, você é normal. E se você tem a coragem e segurança de admitir isso, você está muito bem!
Como é bom criar expectativas, sonhar, planejar, viver, e como é bom quando somamos as nossas vontades com as nossas atitudes. Sempre dá certo, ainda que você não chegue onde quer, sem sombra de dúvidas vai aprender, vai crescer, amadurecer, se conhecer, ir além. Você não tem nada a perder. 
Por isso, planeje, sonhe, faça suas listas de metas todos os dias, sinta o prazer de chegar no fim do dia e dar um "ok" em tudo o que você colocou na agenda. Ouse tomar atitudes baseadas nas suas vontades, nos seus sonhos. 
"Ouça sua vocação. Faça o que o seu coração manda. Seja fiel a sua essência."
Tenha coragem de ir atrás dos seus sonhos e expectativas esse ano. Demonstre o que quer. Tenha determinação, fé e positividade. 
Seja você, com todos os seus sentimentos e sonhos, sem deixar padrões te inibirem, sem deixar a frieza do mundo atual te confundir, sem deixar alguma circunstância te desanimar. <3


Saindo da faculdade: qual carreira seguir?

Se você se formou em Direito, as possibilidades de carreiras a serem seguidas são muitas. Geralmente, são cargos que proporcionam estabilidade, além do alto valor do salário que é pago inicialmente em carreiras públicas, por exemplo.

Inclusive, no setor privado, as opções para se trabalhar não se resumem a montar um escritório jurídico. Conheça a seguir algumas dicas de carreiras para você se inspirar e decidir qual a melhor para você!

Carreiras públicas





Para quem fez faculdade de bacharel em Direito ou já é um advogado, as carreiras públicas são ótimas alternativas para garantir uma alta remuneração e estabilidade.

Dentre as opções, é possível escolher entre juiz, promotor de justiça, procurador da república, procurador do estado, procurador do município, defensor público, delegado de polícia, advogado da união, entre outros.

Carreiras não exclusivas

 



Caso você tenha se formado, mas sem a pretensão de montar ou entrar em um grande escritório de advocacia, é possível seguir diversas outras carreiras.

Aqui, as sugestões são árbitro, pesquisador, professor, consultor legislativo, conciliador, mediador, diplomata, etc.

Você pode decidir também por uma carreira corporativa, atuando como advogado trabalhista, civil ou tributário, auxiliando na elaboração de contratos sociais de acordo com as necessidades da empresa.

Um ótimo ponto de partida é aproveitar a onda das startups e seguir como um consultor estratégico, acompanhando as atividades de uma empresa que está em início de funcionamento, prestando assessoria em questões jurídicas.

Sucesso profissional

 


A maioria das carreiras no ramo do Direito costumam pagar bem. No entanto, se você busca por estabilidade financeira, a melhor opção é prestar concursos e entrar em vagas que pertencem ao setor público.

Por outro lado, se você deseja uma maior liberdade para escolher qual caminho seguir, também é possível alcançar o sucesso em carreiras no setor privado.


Encontre a direção que mais combina com a sua personalidade e aposte nos seus sonhos