quarta-feira, 29 de novembro de 2017

O drama da sua vida





"Por trás da vida de cada pessoa, existe uma história dramática, um relato especial e único."



Não é apenas a sua história, mas por trás da história de cada um existem dramas, e ainda virão mais dramas pela frente, e esses tramas produzem em nós o efeito de quem realmente somos. É como você lida com cada um deles que você manifesta quem você é.


Pessoalmente já passei por muitos dramas, e posso dizer que eles forjaram a minha história e personalidade. Dos mais recentes, tenho orgulho da forma que superei e passei por eles, e naqueles dias tão cinzas onde eu não enxergava nada a frente, continuei caminhando de mãos dadas com Deus, porque sabia que Sua visão era muito mais limpa do que a minha. E os resultados foram testemunhos e um caráter modificado para melhor. 
Existem aqueles dramas que passamos por consequências das nossas escolhas, mas também existem aqueles que não escolhemos, eles surgem, e simplesmente precisamos trabalhar com eles, ou apenas superar o que aconteceu. Ambos são importantes, por mais doloridos que sejam.

Muitas pessoas carregam os seus dramas passados pelo resto da vida, tornando-se escravas de dias que já passaram, sem viver o presente e o futuro, carregando um fardo que já deveria ter sido deixado para trás, e isso atrapalha a identidade e a ótica com que se veem, isso trava seus destinos, impossibilitando que cheguem nos lugares que deveriam chegar. Isso afeta até mesmo as pessoas que passam por elas, que não possuem culpa do passado do outro, e muitas vezes são apenas luz tentando dissipar a escuridão que deixaram na vida de alguém. 
Estamos propícios a isso, é tentador ser a vítima, é tentador querer ser eternamente recompensado por um drama que passou, é tentador querer ser eternamente cuidado e relembrar cada dor, é cômodo. Mas não é bom, não é saudável e não é certo.
Saber se desprender dos dramas passados é necessário, e saber lembrar deles como uma superação é essencial para a identidade de cada um de nós. 


Houveram momentos que eu não suportava olhar para trás e lembrar de algumas coisas, aquela fase onde a ferida ainda está aberta, sabe? Mas depois que cicatriza eu amo lembrar da história, e contar como foi que aconteceu e como eu venci aquilo. Lembrar que vencemos nossas dores, nossos dias ruins, nossos traumas e dramas passados não deve servir como vitimismo, mas como uma auto premiação, um troféu de que vencemos, de que somos fortes, que tivemos coragem, que seguimos em frente mesmo sob qualquer circunstância, que passamos por crises e que por termos passado por elas temos poder para ajudar quem está passando pela mesma situação. "Que das minhas feridas saia poder para curar." Esse é o meu maior objetivo.



"Há algo heroico sobre o fato de termos conseguido atravessar todos os dramas, todos os ataques do inimigo, todas as circunstâncias e provas difíceis. Jesus ainda tem cicatrizes no seu corpo ressurreto. Essas cicatrizes não são prova de sua incapacidade ou fraqueza, mas do tamanho do sacrífico que fez por nós, e que venceu. "



Quando for necessário olhar para trás, não olhe como vitima, e nem pegue o que ficou para trás para viver no hoje ou no amanhã, mas olhe para as suas cicatrizes como alguém curado, alguém corajoso, e alguém que venceu. 
Não carregue magoas, não carregue medos, não carregue ressentimentos.
Você só passou pelas coisas que passou porque era capaz de ter passado. E quando novamente surgirem dificuldades você já será muito mais forte e preparado para passar por elas do que era antes. O importante é passarmos por tudo sabendo quem somos, sabendo quem controla nossas vidas, sabendo que existe um propósito maior para cada um de nós, sabendo que existe um destino após passar por cada obstáculo, e que a prova da nossa fé e as dificuldades da vida produzem em nós perseverança, testemunhos, e um caráter aprovado. Todo mundo está destinado a passar por dificuldades, mas a forma que você passa por elas é o que vai te diferenciar, e o que vai te transformar, cabe a você escolher se será para melhor ou para pior. 



"Também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança, e a perseverança um caráter aprovado, e o caráter aprovado, esperança. E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que Ele nos concedeu." Romanos 5: 3-5 



Quando me lembro dos dias cinzas que já citei, e de como Deus e eu passamos por eles de mãos dadas, me sinto mais firme para passar por qualquer outra coisa. 
Quando me deparo com esse versículo e com um Amor tão grande que não me abandona em nenhuma situação, me sinto livre e convicta de que nada nesse mundo vale mais do que o Amor do meu Pai. 
Quando percebo que mesmo após ter atravessado tantas tempestades só resta sol aqui dentro, noto que existe uma fonte de amor e luz que flui dentro de mim sem cessar, a cada dia (por isso eu não perco minha vontade de doar e transbordar amor, mesmo que ele tenha sido recusado e desvalorizado tantas vezes.)

Me sinto segura e corajosa novamente, porque sei que não é pela minha força, mas pela força que vem dEle, e essa força é inesgotável. Quando lembro de tudo que Ele já fez por nós, e tudo o que Ele faz diariamente, eu sei que cada cicatriz carrega um pouco do Seu Amor, e isso me faz olhar para elas com amor também, e com esperança, esperança de que das minhas feridas sairá poder para curar feriadas de outras pessoas, e tudo se torna tão lindo, e faz tanto sentido. 
Quando olhamos para nós mesmos sob a ótica de Deus, e quando olhamos para as situações com os olhos dEle, nossa forma de enxergar a vida e de nos enxergar é muito melhor. Nossa visão é embaçada e muitas vezes suja, mas a visão dEle é perfeita, limpa, plena e ampla. 
Não reviva nos seus dramas, pegue suas cicatrizes para curar outras pessoas que tem os mesmos problemas ou muito maiores, e lembre-se com amor de tudo o que já passou, permitindo-se se ver como alguém capaz, único, curado, forte e corajoso, alguém que é alvo do amor de Deus, e que sempre terá acesso á aquEle que pode sim, todas as coisas. Se veja com a ótica do Pai. 

Clique aqui para ler o primeiro texto da série Identidade - "Quem eu sou?"

2 comentários:

  1. Super concordo contigo, todos passamos por momentos de drama e existe um período para que as feridas sejam fechadas. O que não pode é viver do passado, viver se lamentando pelos dramas pq aí a vida vira um drama que ninguém aguenta.

    ResponderExcluir
  2. Que coisa mais linda, adorei seu texto! Esse versículo de Romanos sempre me toca, pois me mostra que sem as tribulações eu não seria nada do que sou agora.

    ResponderExcluir