segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

O prazer da própria presença

Tem gente que vive apegado (e eu sempre fui uma dessas pessoas), mas de uns tempos e momentos pra cá, eu desapeguei. E como é prazerosa a sensação de ser feliz consigo mesmo !

  A gente reclama da solteirice quando está carente, mas quando estamos desapegados é incrível. Quando você descobre o prazer da sua própria presença, quando a sua companhia basta pra si, quando você tem tempo para se conhecer, se amar, se completar, você fica inteiro. E não há coisa melhor do que ficar inteiro.

 As vezes a gente fica esperando por alguém que junte os nossos pedaços que alguém quebrou, mas uma hora entendemos que quem tem esse poder somos apenas nós mesmos. Quem tem o poder para te deixar inteiro, para te completar é você mesmo, e isso acontece instantaneamente quando você se ama e se prioriza de verdade.
  O amor próprio é um sentimento essencial, único e imprescindivél pra quem quer ser feliz. Não é um egoismo, é entender que para amar o próximo como A TI MESMO, é necessário, antes, amar-se, a ti mesmo. 

Quando você se ama verdadeiramente, ninguém que chega até você tem o poder de te bagunçar novamente, de te frustrar totalmente, e te fazer você se sentir inferior, porque você carrega consigo a certeza e a beleza de ser quem você é.

   Há uma calmaria escondida no "amar-se", há um prazer na própria presença, que você decide se é liberdade ou solidão. O prazer de não dever explicações, o prazer de ser livre, solteiro, ter as próprias escolhas, e ter tempo pra você mesmo de sobra é algo que todos nós deveríamos aproveitar antes de entrar  em um relacionamento. Eu sempre ouvi a frase "Para ser feliz com outro, é preciso aprender a ser feliz sozinho", e é realmente isso. Quando você aprende que se basta, a presença do outro não vira uma necessidade, mas sim uma escolha. Você escolhe ter o outro porque te faz bem, não porque você necessita para ser feliz. 
  Precisar de terceiros para ser feliz nunca é bom, porque as pessoas não nos dão garantias, e são humanos, que falham, e muitas vezes não estarão presentes, e se você depender do outro e ele não estiver, onde ficará a sua felicidade? Por isso, quando você depende de si mesmo, e consegue ser feliz consigo mesmo, ser completo, ser inteiro, se amar, a companhia do outro é um complemento, não uma obrigação. E é aí também que as coisas fluem, e que um futuro relacionamento tem mais chances de ser bem sucedido. A carência excessiva te faz enxergar as coisas de forma errada e precipitada, faz você gerar expectativas demais, e por isso a consequência quase sempre é uma frustração. O outro não tem poder de nos decepcionar tanto quando nós somos felizes com a nossa própria presença, e isso, ser feliz com a nossa própria presença, só resulta em mais felicidade para nós mesmos.

 Ou seja, quando descobrimos o prazer da nossa própria pessoa, quando geramos amor pela pessoa que somos e podemos nos tornar, quando investimos em nós e nos nossos sonhos, nós ficamos inteiros, e adquirimos um relacionamento verdadeiro como o nosso eu. Ganhamos autonomia, liberdade, confiança, e paixão por nós mesmos. E quando alguém surgir, nós estaremos mais firmes para fazer nossas escolhas, e mais maduros para viver em plural, afinal, seremos já um ótimo singular, e a presença do outro vai ser uma escolha livre, sem pressas e sem tantos medos. Afinal, se eu já me tenho, o que me falta ? 

 Se treine para ser feliz consigo. Tenha a liberdade de ser quem você é. Controle o seu próprio guidom. Seja dono da sua própria história e comandante da sua felicidade. Apegue-se a si mesmo. Não precisa se isolar para isso. Basta saber degustar sua própria presença, basta saber ficar só quando for preciso, não se desesperar pelo outro, não perder a sua essência, basta se amar, e entender que você sozinho é ótimo também, e que as maiores expectativas você tem que colocar em você mesmo, e alcançá-las por você mesmo. E então você estará pronto pra viver como, onde e com quem você escolher, quando e se você quiser. <3 

Imagem relacionada

Nenhum comentário:

Postar um comentário