quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Com o tempo, confiar não é tão simples

Pensei diversas vezes sobre o que escrever hoje, mas eu só consigo escrever o que vivo, e ultimamente tenho sido confrontada pelo "confiar", e tenho visto como é difícil e como acontece toda uma reação na nossa mente após várias decepções, tornando tão difícil confiar em outras pessoas.

Me lembro do começo da minha adolescência e como era simples confiar em alguém, como era fácil se abrir para outras pessoas, nós não tínhamos um passado de decepções, então, com a cara e coragem, abríamos como flor a nossa vida pra quem parecesse um pouquinho interessado em saber sobre ela. E com essas ações ganhamos não só experiências, mas uma bagagem ruim. Decepções. 
E o tempo vai passando, sempre aparecem pessoas que se dizem dignas da nossa confiança, que se dizem boas e apresentam as melhores das intenções, e quando somos pessoas "boas demais" por insistência damos aquele voto de confiança, mesmo com tanto medo. 

E as decepções surgem. Não porque tem algo de errado conosco, mas porque algumas pessoas são tão vazias que para se preencher, tentam esvaziar os outros. Porque algumas pessoas são tão infantis que brincam com qualquer situação que aparecer. 
As decepções ensinam, sim, ensinam muito, mas elas causam um efeito colateral. Elas nos esfriam. 

Com o tempo e o acumulo de decepções, fica cada vez mais difícil confiar em alguém, e o ruim disso, é que as vezes nós encontramos pessoas realmente legais e dignas da nossa confiança. mas não acontece. Não conseguimos confiar, sempre fica uma vozinha sussurrando "Lembra daquela vez? Vai ser igual", "Você sabe que não existe ninguém assim", "Você não vai confiar, né ?"

Mas como eu sempre gosto de trazer uma solução pra tudo, e de me aconselhar através dos textos, vim falar que precisamos confiar acima de tudo, em nós mesmos. 
O que você diz pra você ? 
Não tenha medo de analisar demais as coisas ou situações, você já se feriu, é normal que por amor próprio não queira se ferir novamente. Quem se machuca com o espinho de uma rosa, sempre toma cuidado ao colher uma rosa novamente. Mas não se permita esfriar totalmente. Lembre-se de quem você era no inicio, não ande com a mesma inocência, mas permita-se ir quando sentir que deve. Permita-se confiar quando sentir que deve. Permita-se mostrar para o outro seus machucados, e perguntar o que ele tem a oferecer. Seja numa amizade, num relacionamento, em qualquer situação. Confie em você, e permita-se escolher o que você achar melhor a longo prazo.
Acredite na sua experiência, e descobra que você vai saber o que fazer. Você vai saber reconhecer a sinceridade ou a falta dela. Mas não deixe de acreditar que ainda existem pessoas verdadeiras, honestas e boas. Não deixe de acreditar que você ainda vai esbarrar em alguém assim. E quando encontrar, não deixar ir. 

Permita-se relembrar o passado quando for preciso. mas evite viver nele. Não jogue a toalha totalmente, não desacredite tanto. Acreditar faz um bem danado pra você. Não deixe que o erro de outros faça você errar também. Acredite em você, confie nas suas escolhas. E como diz uma frase de uma música que eu amo:
"E se tropeçar, do chão não vai passar. Quem sete vezes cai levanta oito.Quem julga saber e esquece de aprender, coitado de quem se interessa pouco. E quando chorar, tristeza pra lavar, num ombro cai metade do sufoco. O novo virá, pra re-harmonizar, a terra, o ar, a água e o fogo. E sem se queixar, as peças vão voltar pra mesma caixa no final do jogo. Pode esperar, o tempo nos dirá, que nada como um dia após o outro"
Confie em Deus que te acompanha, te ensina e recompensa. Confie em você, nas suas escolhas, na sua experiência, e não deixe de acreditar, não deixe de ter fé, se permita também. Não aqueça demais antes de saber se é reciproco, mas não esfrie totalmente. Você vai encontrar reciprocidade. 

Resultado de imagem para mãos se soltando tumblr

Nenhum comentário:

Postar um comentário