segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Por que ainda falta tanto ?

Hoje eu vim falar de amor, mas sem os clichês.
Afinal, a gente fala tanto de amor, mas por que ainda falta tanto ?
Será que o que tá faltando, não é mais pratica ? Porque a teoria é tão bonita, mas no dia a dia falta tanto.
Ok. Eu sei que nem sempre é fácil amar. E eu não estou falando só de amor de namoro/casamento, o amor em geral não é fácil, mas se é o sentimento mais bonito e mais falado, por que ainda falta tanto?

Pouco tempo atrás, no meu outro blog, como eu já contei aqui, resolvi me desafiar e compartilhar meu desafio, e o meu desafio era amar sem julgar, algo que pra mim era quase impossível. Mas eu me joguei, e não foi só um mês de desafio, eu decidi que eu iria levar isso pra vida, e me desafiar todos os dias, eu sei que eu falhei, e que eu vou falhar um tanto ainda, mas a gente aprende que amar não é algo que se decide em um dia, onde se faz um pedido de compromisso e pronto, o amor tem que ser colocado em movimento todos os dias, e não, não é simples, e não, não é sempre bonitinho assim.

O amor é uma espécie de tempero, onde a gente tem que colocar um pouco em tudo, pra que não fique sem graça e perca o sabor. Na profissão, na amizade, nos parentes, no relacionamento, na religião, na família, de segunda á sexta, fim de semana, na rua, em casa. Eu não sei o que você faz todos os dias, mas eu sei que se você não colocar amor, não funciona direito. E se você não ama o que faz, ou não ama algo que tem que fazer/conviver todos os dias, repense se tomou o rumo certo, não tenha medo de tomar novas decisões, a vida é feita delas, e se algo der errado a gente concerta. A vida é curta demais pra passar ela convivendo com o que você não sente amor. Busque o que te faz amar, e quando achar, ame.
No começo desse ano eu iniciei uma faculdade, mas aquilo não fazia meu coração bater forte, só se fosse de vontade de ir embora. Eu havia investido tempo e dinheiro, mas aquilo não me trazia amor, eu não amava, e não iria amar. Foi ai que eu tomei uma das decisões mais corajosas, eu desisti. Tem bastante amor guardado em você, use com o que realmente desperta esse amor.

O maior exemplo de amor, pra mim, não foi bonitinho como a gente fala e escreve quase sempre. 
O amor de Cristo, baseado na obediência, onde houve uma longa história bonita, mas também houve humilhação e morte, e não qualquer morte, uma crucificação. 
Onde eu quero chegar é que, amar nem sempre vai ser fácil, aliás, nunca vai ser totalmente fácil.
Amar o que você faz, quem você é, e os outros não vai ser sempre bonitinho e simples. Haverão obstáculos, defeitos, imperfeições, se engana quem diz que não há sofrimento no amor. Talvez no amor não há, mas no amar, sim. E quando você adiciona esse sentimento em tudo o que você faz, em todos que você vê, você começa a se dispor a entender tudo o que há por trás de cada coisa ruim, e começa a acreditar que pode tornar tudo aquilo em algo bom. E realmente, você pode. O amar não leva consigo julgamentos ruins, apenas reflexões pra transformar algo bom em melhor, não aponta, desaponta as vezes, mas da pra concertar. E como todo mundo já conhece, "tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta"

O que eu quero deixar aqui hoje é que caminhar amando nem sempre vai ser tão clichê, fofinho e lindo, mas vale a pena, e você sabe quando vale, faz bem na maior parte do tempo, e traz sorrisos na maior parte do tempo. Mais "amar", a gente já entendeu um pouco do que é o amor, mas a gente precisa entender mais o que é amar. SE AME ! Se você não se amar, não vai conseguir amar mais nada e ninguém. Ame o que você faz, faça o que você ama, não perca tempo insistindo em algo que te traz outras coisas mas não traz amor, felicidade. E principalmente, algo que eu tenho aprendido: Respeite o que você não consegue amar. Não julgue sem antes tentar entender o que há lá por trás de cada um. Compreenda que muitos não vão pensar como você, e entenda que tanto tu quanto outros irão falhar, mas como eu já disse, se você adicionar amor, tudo da pra concertar. Desista do que te dá desamor e infelicidade na maior parte do tempo, ou transforme isso em amor e felicidade, mas ame, busque o que te faz vibrar. Comece hoje. Concerte hoje. Sem medos !

Resumindo: Adicione amor em tudo, e ame, não guarde, transborde. Não vai ser demais, porque ainda falta tanto.
Não tenha medo de começar de novo, de tomar novos rumos, foque no que você ama e te faz feliz. E entenda que quando há amor e reciprocidade, da pra concertar.
Não é que falta amor, falta amar. (isso é clichê, eu sei, mas é a maior verdade dos últimos tempos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário